Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

Brasil registra mais de 200 ataques contra jornalistas em 2019, aponta relatório

Foram registrados um total de 208 ataques a veículos de comunicação e a jornalistas

16 janeiro 2020 - 16h57Marya Eduarda Lobo, com informações da Agência Brasil

Em 2019, foram registrados 208 ataques a veículos de comunicação e a jornalistas, um aumento de 54,07% em relação ao ano anterior, quando foram registradas 135 ocorrências, segundo o relatório ‘Violência contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa no Brasil’, divulgado nesta quinta-feira (16), pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

Dados mostram que, em 2019, houve dois assassinatos, 28 casos de ameaças ou intimidações, 20 agressões verbais, 15 agressões físicas, 10 casos de censura e outros de impedimentos ao exercício profissional.

O relatório destacou que o assassinato dos jornalistas Robson Giorno e Romário da Silva Barros, ambos com atuação em Maricá – Rio de Janeiro. Ainda foi assassinado outro membro da área de comunicação, o radialista Claudemir Nunes, que atuava numa rádio comunitária em Santa Cruz de Capiberibe – Pernambuco. Em 2018, foram 4 radialistas mortos em razão de suas atividades.

A federação informa ainda que diminuiu o número de casos de agressões físicas, tipo de violência mais comum até 2018. Em 2019, foram 15 casos que vitimaram 20 profissionais, de acordo com o relatório.

O Sudeste é a região brasileira em que mais ocorreram casos de violência direta contra jornalistas, seguindo tendências registrada nos últimos 6 anos. Em 2019, foram 44 ocorrências na região, de acordo com o relatório.

O estado de São Paulo foi o mais violento com 19 casos, seguido do Rio de Janeiro com 12, Espírito Santo com 7 e Minas Gerais com 6.

A região Centro-Oeste passou à condição de segunda mais violenta, com 18 casos, a maioria no Distrito Federal.

No Sul do país, foram 15 casos de agressões. O Paraná foi o estado com maior número, seguido do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

No Nordeste, foram 11 casos de agressões, sendo o Ceará o mais violento para a categoria, com sete ocorrências, seguido de Alagoas.

A região Norte, teve o menor número de casos de violência. Em 2019, foram registradas 6 ocorrências. No Amazonas e em Rondônia foram 2 casos em casa, e, no Pará e no Tocantins, uma caso em cada.

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Suruba de 25 pessoas em hotel é interrompida pela polícia
Geral
Acidente entre carretas deixa mortos na MS-306
Geral
Junho registra mais de 653 mil pedidos de seguro-desemprego
Geral
Saiba quem pode sacar o auxílio emergencial hoje
Geral
Bebê ganha tratamento domiciliar, mas equipamentos não chegam
Geral
CCZ retoma dia 20 agendamento online para castração de gatos
Geral
Estudante fica em coma após ser picado por naja
Geral
Com suspeita de coronavírus, Paulo Corrêa pede afastamento da Assembleia
Geral
PMA captura jiboia de quase 3 metros nas obras do Aquário do Pantanal
Geral
Banda V12 realiza live nesta quinta, com músicas escolhidas pelo público

Mais Lidas

Cultura
Bandas do MS transmitirão na capital live 'Mundial do Rock'
Política
Paulo Corrêa testa positivo para coronavírus
Geral
Suruba de 25 pessoas em hotel é interrompida pela polícia
Internacional
Sobrinha descreve Trump como narcisista mentiroso e “sociopata”