Menu
Busca segunda, 18 de março de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Cai número de mortes violentas em MS

04 dezembro 2011 - 06h01Arquivo

Mato Grosso do Sul teve queda de dez posições no número de mortes violentas em relação ao total de mortes registradas no país. As informações são da pesquisa Estatísticas do Registro Civil, divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Entre homens, os mais afetados por essas causas externas, a proporção caiu de 16,3% para 14,5% de 2002 a 2010. Entre as mulheres, a redução foi de 4,5% para 3,7%.

A única exceção a esta tendência foi verificada no Nordeste, entre homens, grupo em que a proporção de óbitos violentos cresceu de 13,5% em 2001 para 16,4% em 2010.

Os resultados da Pesquisa Registro civil de 2006, apontavam que Mato Grosso do Sul com 1.274 mortes violentas de homens - representando 17% em relação ao total de óbitos, posicionava-se em 8º lugar no ranking nacional que catalogou entres os estados mais violentos do país. Na época o estado ficava atrás de 1º RR – 31,9%; 2º MT – 22,2%; 3º AP – 22%; 4º ES – 20,6%; 5º RO – 19,4%; 6º - PA 19,2%; 7º DF – 18,3%.

No Censo de 2010, MS teve 1.230 mortes violentas de homens, representando 14,6% em relação ao total de óbitos ocorridos no período, isso quer dizer que o estado caiu 10 posições e, está no 18º lugar no ranking nacional.

Em 2002, MS teve 131 mortes de mulheres na faixa de 15 a 24 anos, representando 24,6 mortes por grupo de 100 mil mulheres, o que colocava o estado no 6º lugar no ranking nacional, entres as unidades da federação com maior índice de violência no país.

Os resultados da Pesquisa Registro civil de 2005, apontavam que MS com 265 mortes de mulheres na faixa de 15 a 24 anos representava, -23,9 mortes por grupo de 100 mil -, destacando o estado com o segundo maior índice de violência contra mulher do Brasil.

Depois de cinco anos, os números decresceram. No ano passado, MS teve 235 óbitos de mulheres, representando – 4,2% , fato que posiciona o estado em 15º lugar no ranking nacional.]

As unidades da federação com as maiores proporções de óbitos violentos por sexo em 2010 foram: Amapá (24,4%) e Alagoas (23,O%), no caso de homens. E Mato Grosso 7,3% e Maranhão 6,4% para mulheres.

No que tange as mortes violentas os jovens de 15 a 24 anos de idade, os resultados da pesquisa mostram que a proporção de óbitos masculinos é consideravelmente superior à dos femininos, chegando no Espírito Santo a 78,6%. Cabe destacar ser este fenômeno que abrange todos os Estados e que os percentuais de mortes violentas entre mulheres jovens, embora mais baixos, são razoavelmente expressivos.

Óbitos

As informações sobre óbitos (mortes) quando separados por sexo e idade, permitem de acordo com seu nível de cobertura, retratar estatisticamente a situação demográfica no País.

Os problemas de cobertura de registro de óbitos sejam infantis ou adultos é verificado com maior intensidade nas regiões Norte e Nordeste do País.

No Brasil em 2000, o subregistros de óbitos era de 14,6% caindo para 13,4% em 2005 e 7,7% em 2010. A razão de sexo dos óbitos de 2010 era de 133,9 mortes de pessoas do sexo masculino para cada grupo de 100 do sexo feminino.

No país em 2010 morreram e fizeram registro em cartórios 1.117.675 pessoas. Dos óbitos ocorridos no país – 798.713 pessoas faleceram em hospitais, 232.873 faleceram em domicílios; 57.893 em via pública; 24.894 em outro local e 3.302 local ignorado.

Em 2010, foram registrados 13.953 óbitos em MS. Deste total, 9.995 foram registrados em hospitais (71,6%) – 6º maior percentual do país. Os maiores percentuais de mortes registradas em hospitais foram: 1º DF: 87,2%; 2º SP: 81,6%; 3º RJ 79%; 4º RR: 78%; 5º RS: 75,2%.

Alessandra Messias

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
IEL e Sesi fazem parceria para atender empresa
Geral
PDV chega amanhã à Assembleia; Conheça os detalhes
Geral
Grupo vai às ruas em protesto contra assassinato de mulheres
Geral
Irmã do deputado Barbosinha morre aos 74 anos
Geral
Fazendeiro morre após bater moto contra placa de sinalização
Geral
Reinaldo assume compromisso de asfaltar toda a cidade de Paranhos
Geral
Em entrevista, Marun fala sobre reforma da Previdência
Geral
Microempreendedores são dispensados de pagar alguns tributos em MS
Geral
Governador entrega cem moradias em Paranhos
Geral
Moro mantém Força Nacional em MS

Mais Lidas

Polícia
Mistério: adolescentes desaparecem a caminho da escola
Polícia
Homem mata ex-esposa com golpes de machadinha
Polícia
Menina de dez anos se mata com arma do pai, em São Paulo
Polícia
Sul-mato-grossense e namorado morrem em acidente em Porto Alegre