Menu
Busca quinta, 23 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Geral

Campanha educativa é lançada em quatro pontos de radares na capital

Locais escolhidos tem grande fluxo de pedestres e número de acidentes

07 dezembro 2018 - 14h21Da redação com assessoria

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Transporte e Trânsito, lança nesta sexta-feira uma campanha educativa de 4 pontos de radar. A campanha inicia nos locais devido ao grande fluxo de pedestres e número de acidentes.

Agetran esclarece que os equipamentos já foram aferidos e estão sendo colocadas faixas avisando que os radares vão funcionar em caráter educativo do período de 7 de dezembro a 21 de dezembro. Vencendo este prazo, quem não seguir a legislação será multado.

Os condutores que ultrapassarem a velocidade permitida no período de campanha vão receber um informativo (que não gera multa) que tem apenas caráter educativo em papel amarelo.

Os locais escolhidos para instalação dos primeiros radares e inicio da campanha são:

Ceará, próximo do viaduto – sentido Norte-Sul.

Afonso Pena, logo após o viaduto, sentido Centro-Bairro.

Gury Marques, 3203, em frente à Universidade Anhanguera, sentido Centro-Bairro e Bairro-Centro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
CCZ anuncia primeira feira de adoções de pets de 2020
Geral
Vivo lidera número de reclamações entre serviços de telefonia
Geral
Mega Sena de Verão deve sortear R$35 milhões
Geral
INSS da 26 de Agosto está fechado por falta de luz
Geral
"Tempo de espera abusivo", diz Procon-MS sobre agências bancárias
Geral
Andreia Rios grava DVD com atração nacional nesta quarta
Geral
Nova diretoria do Sindifisco define metas
Geral
Homem procura por familiares em Mato Grosso do Sul
Geral
Engenheiro morre em acidente com caminhonete e locomotiva
Geral
Ajude: Operação Acolhida faz campanha de doações na capital

Mais Lidas

Cidade
CCZ reforça combate a infestação de escorpiões na capital
Saúde
Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus no Brasil
Brasil
''Deus perdoa, a sociedade não'', diz advogada de Bruno
Polícia
Mulher de 30 anos matou Ingrid por ciúmes do ex