Menu
Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2024
TJMS Maio24
Geral

Em liberdade, Monique Medeiros volta a trabalhar na Secretaria da Educação do RJ

Ela irá a júri popular pela morte do filho, Henry Borel

23 janeiro 2023 - 13h53Brenda Leitte, com Agência Brasil

A mãe do menino Henry Borel, Monique Medeiros, voltou a trabalhar na Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME) em uma função administrativa, no almoxarifado, com remuneração bruta de R$ 3,1 mil, em dezembro de 2022. Ela chegou a ser presa, mas foi solta após decisão monocrática do relator do caso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, após o pedido ter sido negado no Supremo Tribunal Federal, pelo ministro Gilmar Mendes.

Servidora concursada da SME, ela estava afastada desde abril de 2021, quando foi presa acusada de matar Henry Borel, então com 4 anos, em 2021. Ré no processo junto com seu ex-namorado e ex-vereador Jairo de Souza, conhecido Dr. Jairinho, aguarda o julgamento em liberdade desde agosto de 2022. Os dois serão julgados pelo 2º Tribunal do Júri.

Até agosto de 2020, Monique exercia o cargo de diretora na Escola Municipal Ariena Vianna da Silva, em Senador Camará, na zona oeste da cidade. Após pedir exoneração do cargo, ela passou a atuar no gabinete do conselheiro Luiz Antônio Guaraná, do Tribunal de Contas do Município do Rio (TCM), função da qual foi exonerada em março de 2021, sem perder a matrícula na SME por ser concursada e estar licenciada.

Secretaria Municipal de Educação

"A orientação jurídica recebida pela Secretaria Municipal de Educação foi de que como a servidora foi solta pelo Superior Tribunal de Justiça e ainda não houve sentença condenatória, não há como a servidora concursada ser afastada e ter sua remuneração suspensa, razão pela qual ela retornou ao trabalho, em função administrativa no almoxarifado da Secretaria”, informa o órgão municipal, em nota.

Pelas redes sociais, o secretário municipal de Educação do Rio de Janeiro, Renan Ferreirinha, afirmou que há um processo administrativo pedindo a demissão de Monique.

"Se dependesse de mim, Monique Medeiros já teria sido demitida há muito tempo, mas sabemos como a Justiça demora no Brasil. Desde que aconteceu este caso absurdo, instauramos um processo administrativo, mas como ela foi solta pela Justiça e ainda não houve sentença condenatória, a orientação jurídica recebida pela Secretaria é de que não há como a servidora ser afastada e ter a remuneração suspensa, mas será mantida longe da sala de aula e das nossas escolas."

Relembre o caso

Henry Borel morreu há pouco menos de dois anos, em março de 2021, em um apartamento na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, onde morava com a mãe e o padrasto, o ex-vereador Jairo de Souza. Investigações da Polícia Civil apontam os dois como suspeitos pela tortura e assassinato do menino, que teriam sido cometidos pelo vereador, com conhecimento da mãe. Em abril de 2021, os dois foram presos em caráter preventivo, por decisão da Justiça. No entanto, ele e Monique negam que tenha havido qualquer agressão a Henry.

 

 

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ator Tony Ramos
Geral
Tony Ramos sai da UTI depois de cirurgia para retirar coágulo no cérebro
Ninguém acerta e prêmio da Mega-Sena sobe para R$ 37 milhões
Geral
Ninguém acerta e prêmio da Mega-Sena sobe para R$ 37 milhões
Frigorífico da JBS
Oportunidade
Frigorífico abre 150 vagas de emprego na Capital; não é necessário experiência
Doações levadas até o RS
Geral
Avião da FAB leva 20 toneladas de ração para pets do Rio Grande do Sul
Idoso passa bem
Geral
Idoso de 87 anos é resgatado após desaparecer em mata fechada
Bilhete da Mega-Sena
Geral
Bora apostar? Mega-Sena sorteia prêmio acumulado em R$ 30 milhões neste sábado
Criança é resgatada de apartamento em chamas em Farroupilha
Geral
JD1TV: Menino de 6 anos é resgatado de apartamento em chamas
SOS Rio Grande do Sul: TCE promove campanha para ajudar vítimas das chuvas
Geral
SOS Rio Grande do Sul: TCE promove campanha para ajudar vítimas das chuvas
Procuradoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul
Geral
Inscrições para estágio e residência jurídica na PGE-MS seguem até terça-feira
Novo prédio inaugurado no início do mês de maio
Geral
Procon-MS suspende atendimentos por telefone temporariamente

Mais Lidas

Conhecido como 'Fumaça', Ricardo Vera, era muito conhecido no mundo do crime
Polícia
Corpo encontrado com pés e mãos amarradas e amordaçado é identificado
Área externa do Pires ficou completamente destruída
Cidade
JD1TV: Incêndio destrói parte de supermercado no São Jorge da Lagoa
Recurso financeiro "deixou de ser problema", diz Puccinelli sobre campanha
Política
Recurso financeiro "deixou de ser problema", diz Puccinelli sobre campanha
Estreia nesta sexta-feira o documentário, 'Omertà, Caso Matheus'
Geral
Estreia nesta sexta-feira o documentário, 'Omertà, Caso Matheus'