Menu
Busca terça, 25 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Jessica é enterrada; assassino continua foragido

Como era doadora de órgãos, o corpo de Jessica precisou aguardar o período de três dias para a captação do fígado, rins e córneas

11 dezembro 2018 - 18h03Marcos Tenório

Repleta de amigos e familiares, assim foi a despedida da jovem de 26 anos que perdeu a vida depois de um motociclista não respeitar a sinalização, avançar o sinal causando o acidente de trânsito fatal, para logo em seguida fugir do local sem prestar socorro a vítima.

Jessica da Silva Pereira, conhecida como "Jessica Persi", era uma jovem alegre, divertida e companheira. A gremista de coração, era doadora de órgãos, e seguindo seu desejo, a doação aconteceu na última segunda-feira (10).

Amigos e colegas de serviço se juntaram para fazer uma "vaquinha" e possibilitar que Jessica pudesse ter um enterro digno. Amada por todos. Persi, que sempre chamava os amigos e amigas de 'parça', era muito sorridente, muito positiva e sempre estava pronta a ajudar quem lhe estendesse a mão.

Os amigos estão em busca de imagens que possam identificar o motociclista que causou acidente fatal. Uma delas chegou a dizer que “a morte dela não vai ficar impune”.

O irmão da vítima, Leonardo Pereira, com lágrimas nos olhos disse "nesse momento difícil, estamos deixando a polícia fazer as investigações, mas também iremos correr atrás para tentar encontrar quem fez essa barbaridade".

Leonardo ainda afirma que “os amigos estão bastante mobilizados para ajudar a encontrar o criminoso, pois esse momento de luto é muito complicado para a família, estamos sofrendo muito, mas vamos por partes, e daqui pra frente vamos atrás de Justiça, em busca de quem ceifou a vida da minha irmã", finalizou.

O caso

Uma mobilização nas redes sociais, feita por amigos e familiares da vítima, está procurando o motociclista que causou a morte de Jessica Persi, 26 anos. A jovem retornava da casa de uma amiga na última sexta-feira (7), quando se envolveu em um acidente de trânsito no cruzamento das avenidas das Bandeiras com Manoel da Costa Lima.

Logo após a colisão, o motociclista que avançou o sinal e bateu em Jessica, levantou mancando, pegou a sua motocicleta e fugiu, deixando a vítima caída no asfalto, em estado gravíssimo, de acordo com testemunhas que passavam pelo local.

Ele teria avançado a preferencial, fugindo na contramão pela rua Anchieta, sentido bairro Parati, sem prestar qualquer socorro a vítima e, até o momento, não foi identificado.

Com o impacto, Jessica bateu a cabeça no chão, chegou a ser encaminhada para Santa Casa, porém, morreu horas depois. A polícia deve buscar imagens de câmeras da região que possam ter capturado o acidente e assim poder identificar o autor.

Jessica  teve morte encefálica, e como ela era doadora de órgãos foi necessário aguardar o período de três dias para a captação do fígado, rins e córneas.

Assembleia para todos - junho-19

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
“Objetivo é demonstrar nossa contrariedade à reforma da previdência”, diz Sinpol
Geral
Exposição fotográfica "Olhares do Boêmio" acontece na Câmara
Geral
Termina desassoreamento do lago menor no Parque das Nações
Geral
Homem morre após sofrer acidente em rodovia
Geral
Oposição vence eleição à prefeitura em Istambul
Geral
Licenciamento de placas com finais 4 e 5 devem ser pagos nesta semana
Geral
EUA buscam coalizão global contra Irã
Geral
Arraiá saudável
Veja dicas de como participar das festanças e não sair com a saúde prejudicada
Geral
Jovem pesquisador quer ouvir professores de MS sobre gênero e sexualidade
Geral
Influenciadores digitais se reúnem para discutir educação financeira

Mais Lidas

Brasil
Pai encontra corpo da filha desaparecida na casa do ex-namorado
Polícia
Pilar de concreto cai e mata criança deitada em rede
Polícia
Pai atira em filho por causa de cobrança de dívida e foge
Cidade
Supermercado Real é autuado pela venda de produtos vencidos