Menu
Busca sexta, 19 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Jessica é enterrada; assassino continua foragido

Como era doadora de órgãos, o corpo de Jessica precisou aguardar o período de três dias para a captação do fígado, rins e córneas

11 dezembro 2018 - 18h03Marcos Tenório

Repleta de amigos e familiares, assim foi a despedida da jovem de 26 anos que perdeu a vida depois de um motociclista não respeitar a sinalização, avançar o sinal causando o acidente de trânsito fatal, para logo em seguida fugir do local sem prestar socorro a vítima.

Jessica da Silva Pereira, conhecida como "Jessica Persi", era uma jovem alegre, divertida e companheira. A gremista de coração, era doadora de órgãos, e seguindo seu desejo, a doação aconteceu na última segunda-feira (10).

Amigos e colegas de serviço se juntaram para fazer uma "vaquinha" e possibilitar que Jessica pudesse ter um enterro digno. Amada por todos. Persi, que sempre chamava os amigos e amigas de 'parça', era muito sorridente, muito positiva e sempre estava pronta a ajudar quem lhe estendesse a mão.

Os amigos estão em busca de imagens que possam identificar o motociclista que causou acidente fatal. Uma delas chegou a dizer que “a morte dela não vai ficar impune”.

O irmão da vítima, Leonardo Pereira, com lágrimas nos olhos disse "nesse momento difícil, estamos deixando a polícia fazer as investigações, mas também iremos correr atrás para tentar encontrar quem fez essa barbaridade".

Leonardo ainda afirma que “os amigos estão bastante mobilizados para ajudar a encontrar o criminoso, pois esse momento de luto é muito complicado para a família, estamos sofrendo muito, mas vamos por partes, e daqui pra frente vamos atrás de Justiça, em busca de quem ceifou a vida da minha irmã", finalizou.

O caso

Uma mobilização nas redes sociais, feita por amigos e familiares da vítima, está procurando o motociclista que causou a morte de Jessica Persi, 26 anos. A jovem retornava da casa de uma amiga na última sexta-feira (7), quando se envolveu em um acidente de trânsito no cruzamento das avenidas das Bandeiras com Manoel da Costa Lima.

Logo após a colisão, o motociclista que avançou o sinal e bateu em Jessica, levantou mancando, pegou a sua motocicleta e fugiu, deixando a vítima caída no asfalto, em estado gravíssimo, de acordo com testemunhas que passavam pelo local.

Ele teria avançado a preferencial, fugindo na contramão pela rua Anchieta, sentido bairro Parati, sem prestar qualquer socorro a vítima e, até o momento, não foi identificado.

Com o impacto, Jessica bateu a cabeça no chão, chegou a ser encaminhada para Santa Casa, porém, morreu horas depois. A polícia deve buscar imagens de câmeras da região que possam ter capturado o acidente e assim poder identificar o autor.

Jessica  teve morte encefálica, e como ela era doadora de órgãos foi necessário aguardar o período de três dias para a captação do fígado, rins e córneas.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária
Geral
Unesul, São Luiz e Eucatur são autuadas por não concederem gratuidade a idosos
Geral
Ministério divulga regras para policiamento comunitário
Geral
PRF inicia a "Operação Semana Santa" nas rodovias federais de MS
Geral
Siqueira contesta financiamento para beneficiar caminhoneiros
Geral
Fiems apresenta projeto e firma parceria com Prefeitura de Ponta Porã
Geral
Guarda Metropolitana atua em esquema especial para evitar "massacres"
Geral
“Ponto de equilíbrio da democracia brasileira”, diz Reinaldo sobre o Exército
Geral
Vídeo - Em encontro sustentável, secretário de Marquinhos cai de patinete
Geral
Curso grátis de fotografia é aberto no MIS

Mais Lidas

Polícia
Empresário e funcionário morrem eletrocutados durante trabalho
Justiça
Julgamento de juiz é adiado
Polícia
Motorista é encontrado morto com 14 facadas
Justiça
Ação penal contra Puccinelli é suspensa pelo TRF3