Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Geral

Justiça chilena ordena exumação de restos do poeta Pablo Neruda

10 fevereiro 2013 - 09h57Divulgação/"Siete Días Ilustrados"/Wikicommons

Os restos do poeta chileno e prêmio Nobel de Literatura Pablo Neruda, morto em 1973, vão ser exumados, determinou um juiz que investiga sua morte no Chile. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (08) pela fundação que administra a obra do artista.

"Há alguns dias, a Fundação Pablo Neruda foi informada da resolução do juiz Mario Carroza, que determina a exumação do corpo de Pablo Neruda, sepultado junto a Matilde Urrutia [sua mulher] em Isla Negra", afirma um comunicado da Fundação Pablo Neruda.

Os restos do poeta estão enterrados em sua casa em Isla Negra, no litoral chileno, a 120 km a oeste de Santiago, ao lado de Matilde. Ser enterrado junto com ela era um desejo de Neruda, cuja morte foi atribuída a um câncer.

O comunicado informa que, após uma reunião com o diretor do Serviço Médico Legal chileno, Patricio Bustos, foi definido o procedimento que seria realizado durante a exumação "em uma data que ainda será definida".

A fundação espera que a exumação dos restos do artista seja realizada "com o maior respeito e cuidado possíveis" e que "contribua para esclarecer as dúvidas que possam existir a respeito da morte do poeta".

A investigação sobre a morte de Neruda foi aberta em 2012, após uma denúncia de que o poeta teria sido assassinado, enviada pelo Partido Comunista do Chile. Neruda integrava o partido.

A denúncia foi registrada após o motorista de Neruda, Manuel Araya, declarar publicamente que o escritor havia sido envenenado por agentes da ditadura de Pinochet quando estava internado em uma clínica de Santiago para se tratar de um câncer.

Neruda, ganhador do prêmio Nobel de Literatura em 1971, morreu no dia 23 de setembro de 1973. Oficialmente, o seu falecimento foi divulgado como tendo sido causado pelo agravamento de um câncer de próstata.

A fundação que leva seu nome negou as acusações de homicídio e defende a tese de que Neruda teria morrido devido à doença.

Via G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Presidente do Comercial, Valter Mangini, morre de coronavírus
Geral
Bombeiros intensificam combate as chamas em reservas do MS
Geral
Motociclista pula da moto em chamas após bater em caminhão
Geral
Leilão do Detran-MS tem mais de 1 mil motocicletas e 157 carros disponíveis
Geral
Governo da início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo
Geral
Vídeo: Fogo no Nabileque consome até ponte
Geral
Motorista morre ao cair em barranco próximo a ponte do grego
Geral
Empresário morre após perder controle do carro na MS-276 e colidir contra uma árvore
Geral
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 60 milhões
Geral
Está de volta a castração de felinos pelo CCZ

Mais Lidas

Educação
Prouni: Inscrições para bolsas remanescentes terminam quarta-feira
Polícia
Ginecologista que assediava pacientes durante consultas é indiciado pela polícia
Polícia
Homem é esfaqueado nas costas durante briga na antiga rodoviária
Saúde
Campo Grande passa dos 30 mil casos de coronavírus