Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS nov21
Geral

Mandetta diz que há tráfico de drogas em aviões do Ministério da Saúde

Segundo matéria divulgada no jornal O Globo, a suspeita é de irregularidade em contratos na área de saúde indígena

16 fevereiro 2019 - 09h15Da redação O Globo

Neste sábado (16), o jornal O Globo, divulgou reportagem que aponta denuncias do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. De acordo com o site, o ministro declarou que existem aviões pagos com recursos da pasta que fazem tráfico de drogas e pediu que a Polícia Federal investigue o caso. 

O jornal publicou que a suspeita recai sobre contratos na área de saúde indígena da pasta. Mandetta destacou que a pasta gasta mais de R$ 700 milhões em atividades "meio" na saúde indígena, e ao destacar os recursos destinado a transporte fez a acusação.

 “Os outros R$ 700 e poucos milhões a gente gasta de atividade meio. A gente gasta de avião, de transporte, caminhonete, carros e motoristas. Aviões pagos com recursos do SUS, escrito na lataria "Ministério da Saúde, a serviço do governo federal", com tráfico de drogas dentro. Porque o traficante ganhou a licitação e o SUS é uma excelente maneira de você fazer tráfico”, afirmou o ministro.

Ainda conforme a reportagem, a declaração de Mandetta foi feita no dia 31 de janeiro em reunião do Conselho Nacional de Saúde (CNS), mas só começou a repercutir quando vídeos editados passaram a circular em redes sociais. O ministro destaca os gastos na área, sinalizando a necessidade de revisão das despesas, destacando repasses milionários para uma ONG, que ele não nominou.

“Na saúde indígena, nós gastamos R$ 1,4 bilhão por ano. Eu não tenho problema nenhum. Poderia gastar R$ 3 bi ou R$ 4 bi. Ótimo. Gasto R$ 1,4 bilhão. Desses, eu gasto com as ONGs, que aqui eu vi Sindicato dos Trabalhadores da Saúde Indígena, são 13 mil pessoas nas ONGs, eu gasto R$ 650 milhões. Uma ONG leva R$ 490 milhões. É lá do meu estado, do município de Dourados” afirmou.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) apresentou na quinta-feira um requerimento de informações à pasta pedindo dados de todos os contratos na área de saúde indígena desde 2003, destacando a fala do ministro sobre o uso de aviões para o tráfico. Ele pediu ainda a lista de todos os passageiros de voos pagos na área.

O ministério da Saúde afirmou que o ministro recebeu denúncias sobre o uso de aviões para o tráfico de drogas. Não foi detalhada a quais empresas específicas o ministro se referia. Ele fez um pedido forma para que a PF apure o caso.

Senar Agrinho dez21

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Menina pede socorro e ajuda para chamar a polícia em prova de escola
Geral
"Vamos usar a vacina Pfizer caso não cheguem as doses da Janssen", diz Geraldo
Geral
Mãe de Marília Mendonça participará de homenagem à filha no Prêmio Multishow
Geral
Casal troca festa de casamento para viajar em motorhome
Geral
Governo de MS sanciona reajuste de 10%
Geral
Governador investe R$ 830 mil em reforma da Casa do Pantanal
Geral
Terceira edição da JDJ acontece neste domingo na Capital
Geral
Mega-Sena: Apostas para concorrer a R$ 16 mi, podem ser feitas até às 18h de sábado
Geral
Ao vivo: Reinaldo entrega 151 veículos para Sanesul e assina reforma da Casa do Pantanal
Geral
Laudo aponta que pilotos do avião que caiu com Marília Mendonça não usaram drogas

Mais Lidas

Brasil
Carteiro é baleado ao fazer entrega em condomínio; assista
Vídeos
Homem se masturba na frente de crianças em condomínio; assista
Polícia
Mulher encontra corpo de bebê escondido em sacola ao descongelar geladeira
Internacional
Perereca suicida? Modelo atira na própria vagina ao gravar vídeo erótico