Menu
Busca quinta, 22 de fevereiro de 2024
(67) 99647-9098
Governo - Dengue Fev24
Geral

Para a OAB, com obras paradas o pedágio não pode ser cobrado

Desde o último dia 12 a empresa paralizou as obras de duplicação da BR-163

20 abril 2017 - 09h54Da redação

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS), vai analizar os contratos da duplicação da BR-163, paralizadas desde o último dia 12. 

Sobre a cobrança de pedágio, o presidente da Seccional MS, Mansour Elias Karmouche, disse ao portal JD1 Notícias que a OAB/MS, vai buscar a paralização das cobranças. "A arrecadação feita pela cobrança de pedágio é para a duplicação, senão tem duplicação, então não pode haver cobrança de pedágio" disparou o Mansour. 

O presidente ainda afirmou que a concessionária não pode tirar o objetivo principal no qual ela foi contratada em 2013. "Quando se tem um contrato, não pode mudar, a empresa foi contratada com o objetivo principal de duplicar a BR-163, se eles paralizaram o serviço, então eles estão quebrando o contrato", afirmou.

Paralização das Obras 
 
Desde o dia 12 de abril, a CCR via, empresa contratada para a duplicação da BR-163, anunciou paralização das obras. A empresa protocolou na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pedido de revisão de contrato, alegando uma redução de 35% na arrecadação prevista inicialmente.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Usuários terão mais facilidade ao buscar por benefícios sociais no Google
Geral
JD1TV: Motociclista é multado por carregar cachorro na "gAUrupa" de moto no DF
Geral
Caixa fará leilão online em março; MS terá três imóveis disponíveis
Geral
Filho de Eliza Samudio assina 1º contrato com clube no dia em que mãe faria 39 anos
Geral
URGENTE: Estudante é morto a tiros após criminosos invadirem escola em Teresina
Geral
JD1TV: Objeto de luz misterioso é registrado no céu em Rio Grande do Sul
Brasil
Deputado federal tem sigilos bancário e fiscal quebrados por suposta 'rachadinha'
Brasil
Cerimônia de posse de Flávio Dino como ministro do STF acontece hoje
Justiça
TJMS reduz pena de homicida para 12 anos por crime no Jardim Centenário
Política
"Queda da Bastilha", diz Delcídio após ataque de Gilmar

Mais Lidas

Polícia
Filhos gritaram por socorro ao ver a mãe sendo esfaqueada e morta na Capital
Polícia
Mulher pressentiu que iria morrer em conversa com a filha: 'Ele vai voltar e me matar'
Polícia
AGORA: Homem não aceita fim do casamento e mata ex com facada no peito em Campo Grande
Polícia
JD1TV AGORA: Polícia prende homem que matou a ex-mulher em Campo Grande