Menu
Busca domingo, 17 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Procon autua agências bancárias em operação "Fila Zero"

Nas diligências foram visitadas 28 organizações

03 outubro 2019 - 13h36Sarah Chaves, com informações da assessoria

A fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), realizou diligências junto a rede bancária de Campo Grande no período de 23 de setembro a dois de outubro, na operação “Fila Zero”, visitando 28 agências das diversas organizações de crédito que prestam serviços na Capital.

O trabalho que é parte da operação “Fila Zero”, foi executado em época diferente da considerada crucial onde são registrados diversos problemas, não foi muito diferente a situação encontrada, uma vez que a quase totalidade das agências fiscalizadas apresentou transgressões às leis de proteção do consumidor.

As equipes estiveram em nove agências do Bradesco, igual número da Caixa Econômica Federal, seis do Santander, duas do Banco do Brasil, uma do Itaú e uma do Sicredi.
Entre as infrações recorrentes, registrada na maioria das agências é a emissão de comprovantes de atendimento em papel termossensível, a exceção do Itaú e do Sicredi. Entretanto, as agências onde a fiscalização esteve, cometem a irregularidade de não emitir senha eletrônica.

Irregularidade, também foram registrada de forma repetitiva, na maioria das agências, diz respeito ao excesso de tempo que os clientes esperam para atendimento. De acordo com o que determina a legislação, é considerado razoável a espera de 15 minutos em dias normais, 20 nos dias de pagamento de servidor público, de militares, época em que vence a maioria dos boletos a serem pagos ou, ainda, de 25 minutos em véspera ou no dia imediatamente posterior a feriados prolongados.

Em uma das agências da Caixa Econômica, houve consumidor que se submeteu à espera de até uma hora e 20 minutos. Sem contar que, em alguns casos, agências diversas não levam em conta o atendimento prioritário. Tanto é que foram registrados casos em que pessoas com esse direito, mesmo tendo emitido senhas anteriores a clientes normais, foram chamadas depois destes.

Vale ressaltar que em vários estabelecimentos não existe placa que indique locais para atendimento prioritário e, quando existe, estão incompletas com ausência, por exemplo da indicação de portadores de autismo entre aqueles que se incluem entre os beneficiários.
As denúncias ocorreram sob todas as formas disponíveis no Procon Estadual, ou seja, no fale conosco, do site procon.ms.gov.br, por meio do telefone 151, pelo watsapp 9 9158 0888 e pessoalmente na sede do Procon/MS à rua 13 Junho 938

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Um morre e dois ficam presos às ferragens em acidente na BR-267
Geral
Chuvas deixam mais de 600 pessoas desabrigadas
Geral
Ex-piloto da Stock Car, Tuka segue está em estado grave após acidente aéreo
Geral
Mega-Sena pode pagar R$ 10,5 mi neste sábado
Geral
Começa o período de defeso para algumas espécies de peixe
Geral
"Nova etapa de evolução política" Mourão exalta 130 anos da República
Geral
Sábado começa sem atrasos e cancelamentos no aeroporto da capital
Geral
Prefeitura lamenta ocorrido e esclarece motivo de atraso do Morenão
Geral
Vai viajar no feriado? Aeroporto da capital opera sem atrasos e cancelamentos
Geral
Ex-prefeito de Dois Irmãos, "Cascão", morre aos 87 anos

Mais Lidas

Polícia
Guarda Municipal é preso viajando com 40 quilos de cocaína
Cidade
"Direito de ir e vir" diz guarda sobre uso de spray de pimenta em protesto
Esportes
Vídeo - veja como foi o resgate de Pedro Scooby após acidente no mar
Polícia
Bebê de 1 ano cai em vasilha de comida de porcos e morre afogada