Menu
Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Geral

Procon pede para Energisa não cortar energia de inadimplentes

A solicitação do Procon é para os inadimplentes do mês de janeiro

26 janeiro 2019 - 09h17Dá redação com informações da assessoria    atualizado em 26/01/2019 às 09h43

A Superintendência Para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS) entregou um ofício à Energisa na sexta-feira (25) pedindo para que a empresa não corte o fornecimento de energia elétrica dos consumidores que tiveram aumento no valor da conta em janeiro e não conseguiram pagar.

A concessionária terá 10 dias corridos para responder ao requerimento. O assunto foi tratado em reunião na Câmara Municipal de Campo Grande, com a presença do secretário especial e chefe de gabinete Carlos Alberto de Assis e do superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão.

A Energisa ocupa a primeira posição no número de reclamações em Mato Grosso do Sul. “Recebemos quase 2 mil reclamações contra a empresa em Mato Grosso do Sul nos últimos 10 dias”, contou o superintendente do Procon-MS. A maior parte das reclamações se deve ao aumento no valor das contas de energia elétrica. Outras são com relação a falta de ressarcimento por danos elétricos e a não religação do fornecimento no prazo de 24 horas.

Representado o governador Reinaldo Azambuja, Carlos Alberto de Assis explicou que o Procon e o Inmetro, que são órgãos fiscalizadores do estado, estão à disposição para defender a população de abusos, lembrou que não houve reajuste que justificasse os aumentos e que a concessão da energia é de âmbito federal.

“Eu estou aqui, a pedido do governador, para colocar o estado à disposição para que a gente possa resolver esse impasse e chegar a um bom termo. Não vou aqui achar que a Energisa agiu de má-fé. Existe um problema e esse problema tem que ser resolvido e rápido. Se não houve aumento de consumo, como várias pessoas têm dito, não houve aumento da tarifa, e mesmo assim o resultado final foi a conta para o contribuinte com aumento, por que isso aconteceu? É problema no medidor? O Procon e o Inmetro estão à disposição para resolver rapidamente este problema. O problema existe e é grave”, disse.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Clientes relatam instabilidades no Nubank; banco alerta sobre avisos por SMS
Geral
Clientes relatam instabilidades no Nubank; banco alerta sobre avisos por SMS
Governo Federal autoriza Força Nacional atuar em conflitos fundiários em MS
Interior
Governo Federal autoriza Força Nacional atuar em conflitos fundiários em MS
Imagem Ilustrativa -
Brasil
STJ reafirma que uso de celular por preso em trabalho externo não é falta grave
Ex-guarda civil municipal Marcelo Rios -
Geral
TJ afirma que jurisprudência permite julgamento remoto no caso Playboy da Mansão
Bilhete da Mega-Sena
Geral
Prêmio da Mega-Sena acumula de novo e sobe para R$ 47 milhões
Projeto - HMCG
Saúde
Juiz dá 72 horas para prefeitura se manifestar sobre ação que tenta 'barrar' hospital
Foto: Setesc
Geral
Fundação de Cultura realiza as "Férias na Biblioteca" no sábado
Conselheiro Jerson Domingos -
Justiça
Ação penal da Operação Omertà contra Jerson Domingos vai ao STJ
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 17/07/2024
Geral
Horóscopo do dia - Veja a previsão para o seu signo 17/07/2024
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos
Justiça
Conciliação de precatórios do TJMS gera R$ 2,1 milhões em acordos

Mais Lidas

Casa da Mulher Brasileira, a Deam
Polícia
Miojinho? Homem surta após 'g0zAr rápido' durante swing com esposa e amigos no Colúmbia
Próximos dias serão quentes
Clima
Até logo, frio! Temperaturas voltam a subir e Capital deve registrar 30ºC esta semana
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Polícia
JD1TV: Motociclistas são socorrido em estado gravíssimo após acidente em Bandeirantes
Tempo amanheceu bem nublado e frio em Campo Grande
Clima
Frio continua pela manhã e máximas começam a subir em MS