Menu
Menu
Busca quarta, 29 de maio de 2024
Secovi
Interior

Mensalinho: vereadores têm mandato suspenso em operação do Dracco em MS

Terceira fase da 'Dark Money' apura desvio de R$ 23 milhões dos cofres da Prefeitura de Maracaju

07 dezembro 2022 - 09h08Vinicius Costa

Pelo menos oito vereadores de Maracaju tiveram seus mandatos suspensos na manhã desta quarta-feira (7) durante a Operação Dark Money, na terceira fase denominada como 'Mensalinho'. A ação policial foi deflagrada pelo Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado).

O intuito da investigação é apurar um desvio de R$ 23 milhões da Prefeitura Municipal de Maracaju, durante a gestão entre os anos de 2019 e 2020. Durante o período investigado, foi identificado que 11 dos 13 vereadores que integravam a Câmara Municipal, teriam recebido os pagamentos indevidos oriundos dos desvios promovidos criminosamente nas verbas da Prefeitura.

Dentre os 11 investigados, 8 encontram-se em exercício de mandado eletivo na atual legislatura.

As investigações, que tiveram início no ano passado, através de esquema criminosa, utilizando se de pagamentos realizados a partir de uma conta clandestina aberta em nome da prefeitura municipal do município, sem conhecimento ou auditoria dos órgãos de controle.

Em 22 setembro de 2021, foi deflagrada a 1ª fase da operação, que culminou com a prisão temporária de servidores e ex-servidores, incluindo ex-secretário municipal e ex-prefeito da cidade de Maracaju. Já na 2ª fase, ainda no de 2021, as prisões temporárias foram convertidas em preventiva, bem como, outros investigados acabaram sendo presos, envolvidos no esquema de corrupção que lesaram os cofres do município de Maracaju.

As propinas eram pagas por ordem do, então, Prefeito Municipal, com a anuência de outros servidores e integrantes da gestão municipal, e tinham como objetivo afrouxar a fiscalização das contas da Prefeitura pela Câmara, além de aprovar projetos, leis que eram de interesse da Prefeitura.

Os valores recebidos por cada vereador variavam, até mesmo de acordo com a influência e participação de cada um na gestão. Por exemplo, o exercício da função da presidência, justificava um recebimento de um valor maior do que os outros recebiam de acordo com o que foi apurado. Em apenas um ano, os pagamentos identificados aos vereadores chegam às cifras de R$1.374.000,00.

No total, foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão, que tiveram como alvo os vereadores investigados, nas cidades de Maracaju e Rio Brilhante. Também foram alvos da investigação pessoas interpostas, utilizadas pelos parlamentares para o recebimento das vantagens indevidas.

Além disso, também foram determinadas medidas de sequestro e indisponibilidade dos bens dos investigados. Tal estratégia é crucial no combate à corrupção e se trata de importante medida para a recuperação dos valores que foram desviados.

A operação contou com a participação de mais de 100 policiais civis das Delegacias afetas ao  Departamento de Polícia da Capital, Departamento de Polícia Especializada e Departamento de Polícia do Interior, além das equipes policiais especializadas do Dracco.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Notas falsas foram apreendidas
Interior
Com R$ 1 mil em notas falsas, homem é preso pela Polícia Federal em Aquidauana
Mulheres morreram na hora com o acidente
Interior
Mulheres morrem ao terem cabeças esmagadas por caminhão em acidente em Ponta Porã
Polícia Civil iniciou as investigações sobre o crime
Interior
Rapaz matou amigo de quarto após descobrir traição de namorada em Sidrolândia
Carros ficaram destruídos com o acidente
Interior
Grave acidente deixa motorista de Gol preso às ferragens em Rio Brilhante
Bombeiro de MS teve a casa invadida | Imagem ilustrativa
Interior
Casa de militar dos Bombeiros é invadida por bandidos em Corumbá
Armamento estava escondido no veículo
Interior
Motorista de HB20 é preso com 4 fuzis e 7 pistolas em Ponta Porã
Cabelo humano foi apreendido em fiscalização em rodovia de Ponta Porã
Interior
Motorista é detido com 150 quilos de cabelo humano em rodovia de Ponta Porã
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Interior
Ação judicial obriga reforma em unidade de acolhimento de Paraíso das Águas
Imagem da urna eleitoral eletrônica /
Política
Servidora pública de Douradina é condenada por propaganda eleitoral antecipada
Carro ficou completamente destruído
Interior
Motorista de carro morre em grave acidente com caminhão na BR-163, em Sonora

Mais Lidas

Waldeli dos Santos Rosa -
Política
Ex-prefeito é condenado por espalhar "Deep Fake" em Costa Rica
Vítima morreu ainda no local
Polícia
Homem é morto a tiros após jogar salgado em dono de lanchonete
Campo Grande amanhece encoberta de névoa
Clima
Campo Grande amanhece com neblina e frio ganha novo aliado nesta segunda
Delegadas Elaine Benicasa e Analu Lacerda deram detalhes sobre o crime de Amalha Mariano
Polícia
Nova versão: Caminhoneiro matou corretora após discussão em caso extraconjugal