Menu
Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2024
TJMS Abril24
Interior

MPMS cobra multa de ex-vereadora de Água Clara que cobrou propina para intervir em cassação

Márcia Queiroz Vida, que foi presa na Operação Voto de Minerva do MPMS, terá que pagar uma multa de R$ 75.966,80

27 fevereiro 2024 - 10h00Vinícius Santos     atualizado em 27/02/2024 às 10h00

A ex-vereadora Márcia Queiroz Vida, que atuou na Câmara de Vereadores de Água Clara de 2017 a 2020, é alvo de uma cobrança do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) para quitar uma multa de R$ 75.966,80. A decisão da Justiça ocorreu no contexto da Operação Voto de Minerva, na qual Márcia foi condenada por solicitar R$ 80 mil para intervir no processo de cassação de sua colega Gerolina da Silva Alves.

A ex-vereadora, atualmente gerente de vendas com uma remuneração de R$ 1.500,00, pediu o parcelamento da multa em 120 meses, alegando incapacidade financeira imediata. O MPMS, no entanto, manifestou-se contra o pedido, argumentando que o parcelamento em 120 vezes seria excessivo, propondo uma alternativa de até 48 parcelas, conforme a Lei de Improbidade Administrativa.

O Juiz responsável pelo caso intimou Márcia Queiroz Vida a pagar em 48 vezes, aguardando sua manifestação. Caso haja discordância, o Ministério Público pode intervir para assegurar o cumprimento da decisão judicial. Há a possibilidade de bloqueio de contas e penhora de bens para saldar a dívida, caso o MPMS solicite.

Inês Oliveira da Silva, auxiliar de Márcia Queiroz Vida, também foi condenada e será acionada para quitar a multa civil. O caso segue em tramitação.

Entenda o Esquema - Conforme informações do MPMS, em dezembro de 2017, após a última sessão da Câmara de Água Clara, Márcia Vida abordou a vereadora Gerolina da Silva Alves, pedindo informações sobre seu horário na escola onde trabalhava. 

No dia seguinte, Inês compareceu ao local, alegando estar a pedido de Márcia. Juntas, Márcia e Inês cobraram propina de R$ 80 mil da vereadora Gerolina, que enfrentava um processo de cassação. 

O objetivo era influenciar outros parlamentares para preservar o mandato de Gerolina. Na época, Márcia Vida já havia sido afastada e presa durante a operação "Voto de Minerva", conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), que resultou na apreensão de celulares e documentos.

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp.

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no iOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ford Ka ficou bastante destruído
Interior
Motorista escapa da morte após desviar de anta e capotar carro na BR-060, em MS
Policial com arco e flechas apreendidas após ocorrência
Interior
Indígena tenta ferir policiais com flechadas em aldeia de Jardim
Atendimento foi feito pela DAM de Nova Andradina
Interior
Adolescente é flagrado abusando de primo de 8 anos em Nova Andradina
Polícia prendeu o suspeito
Interior
Perseguindo ex-mulher até a delegacia, homem é preso em Dourados
Caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Amambai
Interior
Mulher que matou homem esfaqueado foi presa no mesmo dia do crime em Amambai
Sede do Gaeco - MPMS
Justiça
Juiz nega internação hospitalar para assessor de vereador preso em operação
Veículos se envolveram em grave acidente
Interior
Acidente envolve quatro veículos e deixa feridos na BR-262, em Ribas do Rio Pardo
Vereador Claudinho Serra
Justiça
Defesa de Claudinho Serra reafirma pedido de liberdade e propõe tornozeleira eletrônica
Suspeitos estavam em Rondonópolis
Interior
Suspeitos de matarem jovem em boate de Sonora são presos em Rondonópolis
Justiça determina indenização de R$ 15 mil para mulher vítima de acidente em Rio Brilhante
Interior
Justiça determina indenização de R$ 15 mil para mulher vítima de acidente em Rio Brilhante

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Emocionados, vários miliares acompanharam o velório do Capitão
Polícia
Velório de Capitão do Choque arrancou lágrimas até dos mais "durões"
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital
Polícia
JD1TV: Mulher morre ao ser atropelada várias vezes pelo namorado na Capital