Menu
Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2024
Camara Maio24 - TV camara
Interior

Secretário diz que fala de médico de Nova Andradina "é absurda"

Flávio Brito condenou declaração de Ygor José Saraiva Carvalho Silva, do HR de Nova Andradina, que não atenderia petistas

04 novembro 2022 - 07h13Vinicius Costa    atualizado em 04/11/2022 às 08h04

O secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Flávio Brito, repudiou as falas atribuídas ao médico Ygor José Saraiva Carvalho Silva, de Nova Andradina, que recusaria a atender pacientes que teriam destinado seu voto para o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, na última eleição presidencial.

"Absurdo. Um médico não pode fazer isso", declarou o secretário ao JD1 Notícias, que explicou que outros colegas de profissão deverão denunciar o médico ao Conselho Regional de Medicina, assim como políticos tomaram providências sobre o ocorrido.

O secretário ainda relatou que medidas administrativas estão sendo tomadas, mas com direcionamento ao Ministério Público e ao CRM-MS.

Na visão de Brito, a fala do médico se transforma em falta de humanismo. "Para mim, isso é um crime. Ele vai ser julgado por um crime, omissão de socorro. Não tem palavras para uma besteira dita. A gente vai acompanhar e como eu disse, é um crime".

No áudio que circula nas redes sociais, o médico declara que não atenderá pacientes que elegeram Lula. "Quem votou no Lula e chegar no hospital, vai morrer, porque eu não vou ajudar. Quem vota em bandido tem que tomar no cu. Nós aqui é Bolsonaro".

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul abriu um inquérito civil para apurar a conduta do profissional de saúde por um ato de improbidade administrativa. O pedido foi feito pelo promotor Paulo Henrique Mendonça Freitas, que deve apurar o ato de improbidade decorrente de suposta prática de ato que atenta contra os princípios da administração pública.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acusado foi levado para a delegacia de Cuiabá após ser detido
Interior
Idoso acusado de abusar de criança em Campo Grande é preso em Cuiabá
Riedel durante a entrega da escola cumprimentou os alunos
Interior
Riedel entrega reforma de escolas e melhoria em distrito de MS
Polícia recupera computadores furtados de secretaria em Corumbá
Polícia
Polícia recupera computadores furtados de secretaria em Corumbá
Cidade de Itaporã
Interior
Com investimento do 'MS Ativo', Bodoquena e Itaporã terão obras de infraestrutura urbana
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Interior
Prefeitura de Bandeirantes é multada em R$ 1 milhão por poluição ambiental
Produtor rural investigado por supressão de vegetação fecha acordo de R$ 10 mil com MPMS
Interior
Produtor rural investigado por supressão de vegetação fecha acordo de R$ 10 mil com MPMS
Juliano Ferro - Foto: Reprodução / Assessoria Prefeitura Municipal De Ivinhema
Interior
TCE-MS aplica multa a gestores de Ivinhema por 'infrações' em processo de licitação
Eli foi morto com um tiro na cabeça
Interior
Presa em Três Lagoas, mulher confessa ter assassinado músico com tiro na cabeça
Prefeita de Naviraí, Rhaiza Rejane Neme de Matos -
Interior
TCE multa prefeita e ex-gerente de saúde de Naviraí por irregularidades em licitação
Bar onde aconteceu o crime
Interior
Pecuarista tem faca cravada no peito por pintor e morre em Santa Rita do Pardo

Mais Lidas

Amalha era corretora de imóveis
Polícia
Mulher encontrada morta no Porto Seco era corretora de imóveis
Frio em Mato Grosso do Sul
Clima
Mínima de 7°C: MS pode registrar 'o dia mais frio do ano' nos próximos dias
Carro da corretora é encontrado no Indubrasil
Polícia
JD1TV AGORA: Carro de corretora morta é encontrado no Indubrasil
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora assassinada iria encontrar 'ex-paquera' para cobrar dívida de R$ 20 mil