Menu
Busca segunda, 21 de janeiro de 2019
(67) 99647-9098
PMCG Balanço super banner
Justiça

Defesa recorre ao STF para pedir liberdade de João de Deus

O STJ negou seguimento de HC, argumentando “supressão de instâncias”

20 dezembro 2018 - 16h53Da redação com informações da Agência Brasil

A defesa do médium João de Deus entrou com um pedido de liberdade no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele está preso preventivamente desde o último domingo (16), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ele é suspeito da prática de abuso sexual.

O habeas corpus foi sorteado para relatoria do ministro Gilmar Mendes, mas devido ao recesso do Judiciário, iniciado às 15h de quarta-feira (19), o processo foi encaminhado para o gabinete do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, responsável pelo plantão.

Na quarta-feira (19), o ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou seguimento a um habeas corpus impetrado pelo advogado Alberto Toron, que representa o médium. O magistrado negou seguimento ao HC, argumentando “supressão de instâncias”, uma vez que um pedido de liberdade ainda está pendente de julgamento na primeira instância.

A prisão preventiva foi decretada pela Justiça de Goiás com base em 15 denúncias já formalizadas em Goiânia, todas por crimes sexuais. O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) negou uma liminar para soltar o médium, mas ainda não julgou o mérito do habeas corpus impetrado na primeira instância.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Servidores estaduais tornam-se réus em ação penal
Justiça
João Fava Neto é considerado foragido da Justiça
Justiça
Justiça aceita denúncia de estupro de vulnerável contra João de Deus
Justiça
PF pede 90 dias para dizer quem pagou defesa de Adélio
Justiça
Promotoria apresenta segunda denúncia contra João de Deus
Justiça
Decisão do STF não contempla fábrica de fertilizantes de MS
Justiça
Ministério Público Estadual será fiscalizado pela Corregedoria do CNMP
Justiça
Justiça determina que ex-secretário de Délia retorne à prisão
Justiça
“Morte de Marielle está ligada a milícias”, reforça procurador-geral
Justiça
Justiça Itinerante da capital retorna aos atendimentos na segunda

Mais Lidas

Cidade
Carros colidem de frente e cinco pessoas morrem na BR-060
Cidade
Homem é morto com 26 tiros de pistola em Pedro Juan Caballero
Cidade
Depois de agredir esposa, homem é morto a facadas pelos sobrinhos
Educação
Escola de Governo inicia 2019 com oito cursos inéditos