Menu
Busca segunda, 15 de agosto de 2022
(67) 99647-9098
TJMS Agosto 22
Justiça

“Impossível lavar as mãos”, diz Harfouche sobre morte de Gabrielly

O procurador disse que relação entre os alunos é de responsabilidade da escola

07 dezembro 2018 - 17h33Da redação

O procurador de Justiça, Sérgio Hafouche, afirmou nesta sexta-feira (7), que não há como lavar as mãos diante da morte da pequena Gabrielly Ximenes Souza, 10 anos, ocorrida na quinta-feira (6), em decorrência de agressões sofridas na semana passada, próximo à escola onde estudava, no bairro Nova Lima.

Harfouche, que trabalha há mais de dez anos na prevenção à violência, faz uma análise genérica do caso e diz que a escola é responsável pelo acontecido. “As relações escolares são de responsabilidade da escola, está no regimento escolar da secretaria de educação, a reparação de danos e a ação da escola nos casos de violência”, disparou.

Sobre a omissão do Conselho Tutelar de não agir “se não for provocado”, o procurador reforça que, a partir do momento em que a entidade toma conhecimento de alguma situação, ela precisa tomar atitude de apurar. “Não tinha que esperar morrer, desde quando ela foi internada na primeira vez, tinha que ir lá ver, apurar quem agrediu”, falou Harfouche ao lamentar que a agressão só virou notícia a partir da morte. “Agora é caso de polícia, mas o conselho precisa apurar se houve alguma negligência”, disse.

Harfouche informou que, com base no artigo 101, de medida protetiva, a agressora, de 10 anos, não responde por nada. “Só responde por atos infracionais, as outras duas maiores de 12 anos”, afirmou. Mesmo não tendo agredido a pequena Gabrielly, as duas meninas, amigas da agressora, responderão por ato infracional, por dar respaldo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Justiça nega habeas corpus de policial que matou tesoureiro do PT
Justiça
STF aprova orçamento do tribunal para 2023 com aumento para ministros e servidores
Justiça
Goleiro Bruno é condenado por não pagar pensão ao seu filho com Eliza Samudio
Justiça
Rosa Weber é eleita a nova presidente do STF
Justiça
TSE rejeita pedido de pronunciamento sobre vacinação de Queiroga
Justiça
STF decide que servidor público não pode receber menos que o salário mínimo
Justiça
STF votará amanhã reajuste de salários de ministros e juízes
Justiça
TSE exclui técnico da Defesa de inspeção a sistemas de votação
Justiça
Sargento que matou a esposa com 'mata-leão' vai a júri popular em outubro na Capital
Justiça
TSE firma acordo com mais um órgão internacional para observar as eleições

Mais Lidas

Política
A escada de Riedel
Internacional
Incêndio em igreja mata ao menos 35 fiéis
Interior
Ossada humana é encontrada ao lado de escola em Corumbá; assista
Polícia
Criança de 3 anos é baleada na cabeça após briga por camisa de time