Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

Justiça aceita denúncia de estupro de vulnerável contra João de Deus

Advogados negam as acusações; médium continua preso

16 janeiro 2019 - 19h14Da redação com Agência Brasil

Nova denúncia apresentada pelo Ministério Público contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, é aceita pela Juíza Rosângela Rodrigues dos Santos, da Justiça de Abadiânia (GO).

Desta vez foi pelos crimes de estupro de vulnerável e violação sexual. Com a decisão, João de Deus passa à condição de réu em dois processos criminais.

Proposta na terça-feira  (15) pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) a denúncia foi aceita pela magistrada. De acordo com o MP, 13 casos de crimes sexuais ocorreram entre o início de 1990 e meados de 2018.

As vítimas são do Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Uma das mulheres que afirma ser vítima diz ter sofrido abuso em dois diferentes momentos. O primeiro quando ainda era uma criança. O segundo, já adolescente. Os advogados negam as acusações.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Taco com arame farpado vai para perícia
Justiça
Ministro notifica Bolsonaro a explicar acusação de queimadas às ONGs
Justiça
OAB recorre desição do CNJ sobre falta de igualdade entre os magistrados
Justiça
Projeto que agiliza divórcio de vítima de violência é aprovado na Câmara
Justiça
“Ostentação” de gerente da milícia, a preocupação do chefão, conheça o dia a dia do sub mundo
Justiça
AO VIVO – STF retoma discussão que pode mudar os rumos da Lava Jato
Justiça
“Desembargadores de merda”, gritava Jamil Name ao ser preso, diz Gaeco
Justiça
Sérgio Martins apresenta proposta para nova tabela de emolumentos
Justiça
Desembargador Sideni Pimentel, julgará HC de Jamil Name e filho
Justiça
Definido destino de presos

Mais Lidas

Polícia
Jaime Valler estava na lista da milícia para morrer
Geral
Pai encontra filho morto, enforcado com fio de nylon
Polícia
Adolescentes são apreendidos por necrofilia com cadáver de idosa
Polícia
Bêbado, motorista atropela e mata garoto de 15 anos na capital