Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Governo 03
Justiça

Magazine Luiza não cumpre garantia e terá de indenizar cliente

Cliente precisou da garantia estendida e não obteve êxito no serviço

23 abril 2019 - 16h52Joilson Francelino, com informações da assessoria

A rede varejista de eletrônicos e móveis, Magazine Luiza, terá que indenizar Luciano Barreto de Paula, que comprou um celular em 2015, no valor de R$ 499, e pouco tempo depois precisou da garantia, mas não teve êxito no serviço contratado.

Luciano comprou o aparelho no dia 15 de maio daquele ano e, pouco tempo depois, o smatphone apresentou problemas, como o cliente tinha contratado a garantia estendida, procurou a loja.

A empresa solicitou ao autor que enviasse o aparelho celular via correios, o que foi feito no dia 29 de agosto de 2016, porém até o dia 22 do mês seguinte, o consumidor não havia recebido o aparelho de volta, razão pela qual ingressou com a ação pedindo danos morais e que a empresa entregasse um aparelho de qualidade igual ou superior ao que foi pago.

Em defesa, a empresa sustentou que a responsabilidade pela garantia estendida é da seguradora contratada e não do Magazine Luíza.

Com base no art. 18 do Código de Defesa do Consumidor, o juiz da 5ª Vara Cível de Campo Grande, Wilson Leite Corrêa, destacou que se o vício do produto não for sanado no prazo de 30 dias pelo fornecedor, o consumidor tem o direito a optar pela substituição ou por outro produto da mesma espécie, em perfeitas condições de uso, ou a restituição imediata da quantia paga, sem prejuízo de eventuais perdas e danos, ou o abatimento proporcional do preço.

Em relação ao dano sofrido pelo consumidor, o magistrado destacou que “é incontroversa a existência de vício no aparelho celular, assim como o transcurso de mais de 30 dias sem a devolução do bem efetivamente reparado, restando comprovado, portanto, o nexo causal necessário para a caracterização do dano moral”.

A empresa foi condenada a pagar R$ 1 mil de indenização além de entregar um novo celular ao cliente.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Paraguai não acha provas contra Ronaldinho e ex-jogador pode ser inocentado
Justiça
“Se não contermos a pandemia, colapso na Saúde é invitável”, diz defensor-geral de MS
Justiça
AO VIVO: Audiência de “fechamento” termina sem acordo
Justiça
AO VIVO: Audiência do “fechamento”, o que pensam as partes?
Justiça
Juiz barra presença de vereador em reunião de conciliação
Justiça
Indústria terá assento em audiência amanhã sobre “fechamento” da capital
Justiça
Justiça: Drogasil terá que indenizar cliente por assédio de atendente
Justiça
Caso Prior: Delegada encerra inquérito de suposto estupro
Justiça
Suspeito de ajudar milícia, delegado Obara é solto pela Justiça
Justiça
Justiça quer diálogo antes de decidir sobre “fechamento”

Mais Lidas

Saúde
Coronavírus: Com 441 novos casos, capital já registra 12.934 infectados
Geral
Coronel David deixa hospital e cumprirá isolamento em casa
Geral
Com link de live, defensoria diz que já atuou com a prefeitura na pandemia
Política
Bolsonaro nomeia Temer como chefe da missão de ajuda ao Líbano