Menu
Busca quarta, 20 de março de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

MP-GO prepara novas denúncias contra João de Deus

Promotores ouviram mais de 100 mulheres que dizem ter sido vítimas de abusos sexuais

29 dezembro 2018 - 15h20Da Redação com Assessoria

O Ministério Público de Góias pretende oferecer novas denúncias contra o médium João de Deus após ouvir mais de 100 mulheres que dizem ter sido vítimas de abusos sexuais. O órgão já fez a primeira denúncia, contendo quatro vítimas, pelos crimes de estupro de vulnerável e violação sexual. Ele está preso no Núcleo de Custódia e nega todas as acusações.

Além disso, os promotores querem oferecer uma denúncia para tratar das armas encontradas na casa do médium, em Abadiânia. Durante uma busca em endereços ligados a João de Deus, além do armamento, foi encontrado R$ 1,6 milhão em dinheiro, inclusive estrangeiro.

"Há agendamentos a semana que vem e início de janeiro de novas vítimas para prestar depoimentos e, ao mesmo tempo, nós trabalhamos com aqueles casos que já recepcionamos os depoimentos. Em alguns casos muito maduros a intenção é já passar para uma fase de elaboração de denúncias", disse a promotora Gabriella de Queiroz Clementino.

 

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Homem terá que pagar R$ 120 mil por transmitir HIV para ex-mulher
Justiça
STJ revoga prisão de André
Justiça
Em cinco anos, 155 pessoas foram condenadas na Lava Jato
Justiça
Justiça Eleitoral pode julgar crime comum, decide STF
Justiça
CNJ convoca juiz Albino Neto para auxiliar em projeto
Justiça
"Taxista de vovó" vai responder por homicídio duplamente qualificado
Justiça
Raul Freixes é preso, passa mal e vai parar em UPA
Justiça
Justiça recua e suspende despejo de índios invasores
Justiça
Caso Marielly pode ter reviravolta, revela advogado
Justiça
Advogado é condenado a pagar R$ 10 mil a ex-cliente

Mais Lidas

Polícia
Orgia em motel vira caso de polícia
Polícia
Imagens fortes - Mais um é executado em menos de 24 horas na fronteira
Polícia
Vídeo - Um morre e outro fica ferido em execução na fronteira
Polícia
Adolescente é estuprada por quatro homens em Aquidauana