Menu
Busca domingo, 22 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo Segurança
Justiça

No TJ, Reinaldo defende nova estratégia para presídios

Membros do CNJ estão na capital para a implantação do programa "Justiça Presente"

29 abril 2019 - 09h38Joilson Francelino

O governador Reinaldo Azambuja afirmou agora há pouco, no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), que uma das melhores alternativas para a questão prisional seria o “aumento do tamanho das celas”, e não construírem novos presídios.

A fala de Azambuja se deu em solenidade onde o presidente do TJ-MS, Paschoal Leandro, recebe o secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Carlos Vieira Von Adamek, e o juiz auxiliar da Presidência do CNJ, Luís Geraldo Santana Lanfredi, que estão em Campo Grande para implantar o programa "Justiça Presente".

Reinaldo diz que existem recursos parados em contas de programas específicos para isso. O governador de MS pediu para os membros do CNJ apoio para uma força tarefa, que poderia desbloquear recursos e financiar uma nova estratégia para se criar vagas nos presídios, sem construir novas unidades. “Custam muito caro os presídios novos”, disse Reinaldo.

Programa Justiça Presente

O programa "Justiça Presente" foi criado para o fortalecimento de uma política para o sistema penitenciário. Os magistrados do CNJ apresentam os quatro eixos do programa que abordará os seguintes temas: reintegração social; monitoramento eletrônico e políticas de alternativas penais; além de políticas de cidadania e alternativas para se evitar o super-encarceramento.

Para melhor assimilação das atividades pelos atores locais, o programa foi dividido em três fases de implantação, que teve início em março, continuam em junho e julho de 2019 e se prolongarão até o encerramento do programa, previsto para julho de 2021.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Por unanimidade, TSE julga improcedente ação de Bolsonaro contra Haddad
Justiça
Sanesul já pode renovar concessão em Dourados
Justiça
“Desvios foram praticados por ex-diretor”, diz Odilon em nota
Justiça
Odilon alegou aposentadoria para evitar investigação no TRF-3
Justiça
Justiça aprova norma de viagens nacionais de crianças e adolescentes
Justiça
Decisão polêmica atinge Sanesul em Dourados
Justiça
Lei criada por Kemp prevê punição a atos de discriminação racial no MS
Justiça
Audiências foram determinadas pela PF dia 13 de agosto; conheça a lista
Justiça
Supremo decide manter prisão de Giroto e de seu cunhado
Justiça
Caso Danúbio Azul – Claudinei, comparsa de Nando, vai a júri popular pela morte de Malu

Mais Lidas

Política
"Devem investigar", diz Reinaldo sobre filho
Polícia
Homem é executado em frente à casa de namorada
Brasil
PM é baleado com tiro de fuzil na cabeça
Polícia
Menina de 8 anos é morta com tiro nas costas vítima de bala perdida