Menu
Busca terça, 19 de março de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

PF pede 90 dias para dizer quem pagou defesa de Adélio

Justiça ainda não sabe quem financiou a defesa jurídica do agressor de Bolsonaro; advogado mantém sigilo

16 janeiro 2019 - 18h34Da redação com Agência Brasil

Foi feito um pedido da Polícia Federal (PF) para a Justiça Federal em Minas Gerais, pedindo mais 90 dias para encerrar o inquérito que busca saber quem são os responsáveis pelo financiamento da defesa de Adélio Bispo, autor do ataque contra o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral do ano passado.

No fim do ano passado, a PF cumpriu mandados de busca e apreensão em dois imóveis relacionados ao advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, que é um dos integrantes da defesa de Adélio. Zanone diz que manterá sigilo profissional sobre quem contratou o seu serviço.

Bolsonaro tomou uma facada em Juiz de Fora (MG), no dia 6 de setembro do ano passado. O ataque foi feito por Adélio Bispo de Oliveira, autor confesso da facada, que está preso no presídio federal em Campo Grande (MS).

No primeiro processo aberto pela Justiça, Adélio passou à condição de réu por atentado pessoal por inconformismo político. O acusado colocou em risco o regime democrático ao tentar interferir no resultado das eleições por meio do assassinato de um dos concorrentes na disputa presidencial.

Adélio Bispo planejou o ataque com antecedência de modo a excluir Bolsonaro da disputa, de acordo com o procurador autor da denúncia.

A defesa de Adélio afirma que ele agiu sozinho e que o ataque foi apenas “fruto de uma mente atormentada e possivelmente desequilibrada” por conta de um suposto problema mental.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Em cinco anos, 155 pessoas foram condenadas na Lava Jato
Justiça
Justiça Eleitoral pode julgar crime comum, decide STF
Justiça
CNJ convoca juiz Albino Neto para auxiliar em projeto
Justiça
"Taxista de vovó" vai responder por homicídio duplamente qualificado
Justiça
Raul Freixes é preso, passa mal e vai parar em UPA
Justiça
Justiça recua e suspende despejo de índios invasores
Justiça
Caso Marielly pode ter reviravolta, revela advogado
Justiça
Advogado é condenado a pagar R$ 10 mil a ex-cliente
Justiça
Justiça japonesa autoriza libertação de ex-presidente da Nissan
Justiça
Justiça de Tóquio concede fiança a Ghosn, mas promotoria recorre

Mais Lidas

Polícia
Mistério: adolescentes desaparecem a caminho da escola
Polícia
Menina de dez anos se mata com arma do pai, em São Paulo
Polícia
Sul-mato-grossense e namorado morrem em acidente em Porto Alegre
Geral
Fazendeiro morre após bater moto contra placa de sinalização