Menu
Menu
Busca terça, 18 de junho de 2024
Aguas Jun24
Justiça

Solurb entra com recurso no STJ

Conheça os argumentos da concessionária que pede que relator reconsidere sentença

04 julho 2023 - 15h12Gabrielly Gonzalez

Após a decisão do ministro Sérgio Kukina, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), na última semana, a concessionária de Limpeza Urbana e o Manejo de Resíduos Sólidos, CG SOLURB Soluções Ambientais, entrou com recurso para que o relator reconsidere sentença que negou provimento ao Agravo em Recurso Especial.

A empresa pede que seja revisto termo inicial da prescrição quinquenal em ação civil pública, que impugna edital de licitação e o respectivo contrato de concessão.

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) afirma que prescrição ocorre a partir do término do contrato [2037] e decisão foi mantida pelo relator do caso, Sérgio Kukina.

No entanto, Solurb rebate que prazo de prescrição começa a correr a partir do momento em que nasce o direito que se pretende “discutir em Juízo, ou seja, no caso em análise, notadamente, a publicação do contrato” – neste caso, cinco após a assinatura do contrato, prazo teria se encerrado em 2017, conforme apontado pelo advogado da concessionária.  

Entenda o caso –

O Tribunal de Justiça (TJMS) suspendeu a execução da sentença até o trânsito em julgado do caso. A Solurb tenta anular a sentença, alegando que houve prescrição da ação por improbidade administrativa porque o prazo contaria a partir da licitação.

A 2ª Câmara Cível do TJMS negou o pedido porque a orientação do STJ está sedimentada no sentido de que a prescrição só começa a contar a partir do fim do prazo do contrato. No caso do lixo, o contrato só deverá vencer em 2037. “Com efeito, o entendimento jurisprudencial desta Corte Superior tem se orientado no sentido de que o prazo decadencial previsto no art. 21 da Lei n. 4.717 não se aplica a contratos administrativos ainda em curso, devendo ser contado tão somente após o encerramento da avença”, destacou o ministro Sérgio Kukina, que negou o pedido da Solurb e manteve o acórdão do TJMS.

A concessionária entrou com recurso e aguarda nova decisão.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Oi S/A -
Justiça
Oi deve devolver R$ 20,7 milhões a consumidores por cobrança indevida de ICMS em MS
Ex-prefeito de Anastácio, Douglas Melo Figueiredo
Interior
Ex-prefeito de Anastácio recorre ao TJMS após bloqueio de R$ 639 mil pela Justiça
AO VIVO: STF julga se recebe denúncia contra acusados da morte de Marielle
Justiça
AO VIVO: STF julga se recebe denúncia contra acusados da morte de Marielle
Flavio Kayatt -
Justiça
Juíza permite novas manifestações após 'apagar' sentença contra Kayatt
Denúncia é contra os irmãos Brazão e o ex-chefe da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa
Justiça
Supremo julga nesta terça-feira denúncia do caso Marielle
Mãe de criança com TEA, servidora consegue reduzir carga horária pela metade
Justiça
Mãe de criança com TEA, servidora consegue reduzir carga horária pela metade
Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região -
Interior
Tribunal confirma justa causa de trabalhador acusado de furto de carne em MS
Vereador Claudinho Serra
Justiça
Mesmo com liberação de juiz, defesa de Claudinho critica falta de acesso à delação
Gabriela estava presa preventivamente
Justiça
Jovem que matou cunhado com facada em Campo Grande é solta
Ex-vereador Eduardo Pereira Romero -
Justiça
Ex-vereador de Campo Grande é condenado por contratar funcionário fantasma

Mais Lidas

Inverno 2024
Clima
Inverno começa nesta semana e deve ter temperaturas acima da média em 2024
Ex-prefeito de Anastácio, Douglas Melo Figueiredo
Justiça
Justiça atende MPMS e bloqueia R$ 639 mil do ex-prefeito de Anastácio
Passageira de carro que bateu em poste na Afonso Pena morre na Santa Casa
Polícia
Passageira de carro que bateu em poste na Afonso Pena morre na Santa Casa
Veículo ficou com a frente totalmente destruída
Cidade
JD1TV: Câmera registra momento em que carro se arrebenta em poste na Afonso Pena