Menu
Busca domingo, 21 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

João de Deus passa mal, é medicado e volta para prisão

O médium precisou realizar exames fora da unidade prisional

03 janeiro 2019 - 08h19Da Redação com G1

O médium João de Deus recebeu alta médica na madrugada desta quinta-feira (3), após passar mal na prisão e ser encaminhado para o hospital. Ele apresentou sangramento na urina e, por isso, foi necessário fazer exames fora da unidade prisional. Depois do atendimento, voltou para o Núcleo de Custódia, onde está preso após denúncias de abuso sexual, as quais ele nega ter realizado.

João de Deus está preso desde o dia 16 de dezembro. Na tarde desta quarta-feira (2), ele apresentou sangramento ao urinar. Um médico do Complexo Prisional pediu exames e ele foi encaminhado em carros da escolta prisional para a Unidade de Pronto Atendimento do Parque Flamboyant, em Aparecida de Goiânia.

De lá, após ser examinado e medicado, foi encaminhado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). De acordo com a unidade, ele passou por avaliação de equipe multidisciplinar e foi submetido a exames laboratoriais e de imagem.

“Os resultados dos exames não mostraram alterações que indicassem necessidade de internação hospitalar, por isso, o paciente recebe alta para acompanhamento ambulatorial na unidade de origem”, diz a nota do hospital.

Ele deixou a unidade de cadeira de rodas e foi colocado no carro da escolta prisional. Ele chegou ao Complexo Prisional às 0h23.

O médium tem 77 anos, sofre de problemas cardíacos e já fez tratamento para combater um câncer no estômago. O advogado Alex Neder, que integra a defesa, conta que acompanhou o médium no presídio durante toda esta tarde.

“Ele teve um sangramento na urina, mas já não vem se sentindo bem há alguns dias. Ele também relatou dor no estômago e tontura. Fizemos o requerimento para que ele fosse levado o mais rápido possível para fazer exames e o médico do Complexo Prisional também pediu exames com urgência”, contou.

O defensor afirmou que a família ficou muito preocupada ao saber da situação, que ele define como “precária”. “Não é o local adequado para que ele fique, principalmente agora, com o agravamento do estado de saúde dele”, completou.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Homem tem mãos decepadas, na fronteira
Polícia
Ministério da Informação no Afeganistão sofre ataque
Polícia
Mulher é assaltada e estuprada em Dourados
Polícia
Ex-nomeado da Segov é investigado por usar telefone em presídio
Polícia
Ex-radialista é morta com 24 facadas pelo sobrinho
Polícia
De "braços abertos", indígena é atropelada em rodovia
Polícia
Bandidos fingem ser clientes e trabalhadores são feitos reféns
Polícia
PMA multa mulher por colocar fogo em vegetação
Polícia
Jovem tem bicicleta furtada em estacionamento de supermercado
Polícia
Homem morre após se afogar em piscina

Mais Lidas

Polícia
Homem tem mãos decepadas, na fronteira
Polícia
Ex-radialista é morta com 24 facadas pelo sobrinho
Geral
Meningite mata jornalista conhecido em MS
Polícia
De "braços abertos", indígena é atropelada em rodovia