Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Polícia

Ex-secretário morre em acidente na MS-157

Ele conduzia uma caminhonete e bateu em um caminhão

15 junho 2019 - 14h50Rayani Santa Cruz

O ex-secretário da Agricultura de Nioaque, Jorge da Silva Pires, 58 anos, morreu na sexta feira (14), em um acidente na MS- 157 na cidade de Itaporã, próximo ao distrito de Carumbé, em Maracaju. Ele conduzia uma caminhonete e colidiu em um caminhão.

De acordo com o site Itaporã News, o condutor do caminhão trafegava no sentido Maracaju a Itaporã, quando em uma curva, Jorge que conduzia uma Hilux, invadiu a pista contrária, ocasionando a colisão frontal.

Com o impacto uma grande quantidade de cerveja que fazia parte da carga do caminhão ficou espalhada na pista. Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Dourados e uma ambulância do Hospital de Itaporã foram acionados e estiveram no local, mas Jorge já estava se vida.

O motorista do caminhão, não sofreu ferimentos e uma guarnição da Polícia Militar esteve no local para auxiliar no trânsito até a chegada da Polícia Militar Rodoviária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Adolescente é flagrado com drogas e armas
Polícia
Mulher é obrigada a se esconder em quintal de terreno para ser estuprada
Polícia
Homem esfaqueia “amigo” durante bebedeira
Polícia
Bandido é preso após apanhar de mulher que tentou assaltar
Polícia
Homem é encontrado morto em córrego no MS
Polícia
PRF faz nova apreensão de carregamento de celulares Xiaomi para revenda
Polícia
Homem é preso por esfaquear colega por vingança na antiga rodoviária
Polícia
Durante perseguição, PM perde o controle e viatura acaba no cemitério
Polícia
Bebê morre aos cuidados da babá, após supostamente cair do carrinho
Polícia
Suspeito de matar casal enquanto dormia é preso

Mais Lidas

Justiça
Justiça obriga empresa a pagar r$ 2 mil à aluno que não recebeu aulas do curso
Polícia
Adolescente é flagrado com drogas e armas
Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Internacional
Macacos 'assaltam' laboratório e levam exames de sangue com coronavírus