Menu
Busca terça, 18 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

Homem é atingido por cinco tiros ao tentar fugir de assassino

"Baiano" tinha passagem na polícia por tentativa de homicídio; "Sergipe" ainda não foi localizado

18 janeiro 2019 - 09h30Da redação

Jadilson dos Santos Pereira, 35 anos, conhecido como "Baiano", foi morto a tiros na noite de quinta-feira (17), no residencial Orestinho, em Três Lagoas. Ele teria tido um desentendimento com o atirador um dia antes do assassinato.

De acordo com informações da Rádio Caçula, o homem foi perseguido pelo residencial e na sequencia alvejado por cinco tiros na região do tórax. Ele morreu na hora.

Populares informaram aos policiais que "Baiano" possuía uma arma de fogo, drogas e uma balança de precisão em um quiosque de sua propriedade. Os militares foram ao local e localizaram uma pequena porção de entorpecente, balança de precisão e um telefone celular. 

O suspeito pela execução foi identificado apenas pelo apelido "Sergipe", ele ainda não foi localizado pela polícia. "Baiano" possuía passagem por tentativa de homicídio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Vídeo - Fazendeiro morre prensado pela própria caminhonete
Polícia
Dez morrem e oito ficam feridos em confronto de facções em presídio
Polícia
Mulher morre ao ser atingida por dois carros na rodovia
Polícia
Adolescente escapa de estupro ao bater em “tarado de Anaurilândia”
Polícia
PMA multa e prende capataz por caça ilegal
Polícia
Durante fiscalização na BR-463 PRF apreende dois carros com drogas
Polícia
Jovem desaparece ao nadar no rio Aquidauana
Polícia
"Chucky" é encontrado morto em comércio
Polícia
Jovem é morta a tiros em Ponta Porã e corpo é encontrado em estrada
Polícia
Com cinco mortes em uma semana, órgãos realizam operação em Reserva Indígena

Mais Lidas

Polícia
Vídeo - Fazendeiro morre prensado pela própria caminhonete
Polícia
"Chucky" é encontrado morto em comércio
Polícia
Dez morrem e oito ficam feridos em confronto de facções em presídio
Brasil
Filho de deputada é preso durante enterro do pai no RJ