Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Governo vitimas
Polícia

Jardineiro é preso por queimadas no Coophavila II

Cláudio Marques Filho foi denunciado por moradores do bairro à polícia

18 setembro 2019 - 11h32Priscilla Porangaba, com informações da assessoria

O jardineiro Cláudio Marques Filho, de 45 anos, foi preso pelo crime de várias queimadas de resíduos de podas de árvores no bairro Coophavila II pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat).

Segundo a Polícia Civil, o homem já estava sendo monitorado por policiais, após denúncias de moradores.

Claúdio é jardineiro na região e após a execução dos serviços, ele recolhia os resíduos vegetais e descartava na rua Pastor Virgilio Faria, onde esperava a secagem e depois ateava fogo.

Durante sua prisão, os policiais apreenderam uma motosserra que Cláudio usava como instrumento de trabalho, mas que não possuía licença de uso.

Conforme disposto na Lei de Crimes Ambientais, a conduta foi tipificada. Ele foi liberado mediante o pagamento de fiança e irá responder ao processo em liberdade.

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Comerciante é executado na fronteira
Polícia
Suspeito de participar de esquema de falsificação de documentos é preso
Polícia
PMR apreende quase 1,5 tonelada de maconha
Polícia
Mulher pede socorro a polícia após ser esfaqueada pelo marido
Polícia
Presos da PED mantinham roteador de internet e "sky gato" nas celas
Polícia
Falsos policiais invadem casa e homem é agredido a pauladas por atual de ex
Polícia
Carga irregular de 439 celulares Xiaomi, é interceptada pela PRF
Polícia
PMA multa infratora por manter papagaios em cativeiro com asas cortadas
Polícia
PRF apreende veículo conduzido por policial reformado com mercadoria paraguaia
Polícia
Investigados pela PF mantinham base do tráfico em MS

Mais Lidas

Geral
Violeiro Ivo de Souza morre em acidente na BR-163
Brasil
Três militares do Corpo de Bombeiros morreram enquanto tentavam combater incêndio
Esportes
Na capital, Muricy crava Flamengo como campeão do Brasileirão
Polícia
Comerciante é executado na fronteira