Menu
Busca quarta, 05 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Polícia

Suspeito de matar Marielle é indiciado por tráfico de armas

Filha de ex-PM também foi indiciada

13 julho 2020 - 12h15Gabriel Neves com informações da "Agência Brasil"

O policial militar reformado, Ronnie Lessa, foi indiciado por tráfico internacional de armas, pela Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), do Rio de Janeiro. Uma filha dele também foi indiciada.

Lessa está preso desde março de 2018, acusado de matar, junto com o ex-PM Élcio de Queiroz, a vereadora Marielle Franco e o motorista dela, Anderson Gomes, em 2018, no Rio.

De acordo com o delegado da Desarme, Marcus Amim, Lessa comprava, pela internet, peças de armas da China e enviava o produto para sua filha, nos Estados Unidos.

Lá, segundo a polícia, a embalagem original era trocada e as peças eram exportadas ao Brasil como “peças de metal”, para enganar a fiscalização aeroportuária.

No Brasil, Lessa juntava as peças e vendia as armas para milicianos e quadrilhas responsáveis pela comercialização de drogas em comunidades. Segundo a Polícia Civil, o esquema funcionava desde 2014.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Vítima da depressão, homem usa cinto para se enforcar no Taquarussu
Polícia
Vídeo: Policial invade casa e agride mulheres com cassetete
Polícia
Durante roubo, gestante é agredida e sofre tentativa de estupro
Polícia
Vídeo - Filho de vereador bebe com amigos após furtar ambulância
Polícia
Adolescentes abandonam filhote de jacaré em petshop do Amambaí
Polícia
Casal de traficantes capota veículo com recém-nascido dentro
Polícia
Travesti é presa após dar "mata leão" e roubar motorista de aplicativo
Polícia
Em MS, peladão destrói motel e vai parar na delegacia
Polícia
Adolescente de 14 anos é espancada e mantida em cárcere privado
Polícia
Idosa de 75 anos tenta entrar em presídio com misto de cocaína e carne

Mais Lidas

Justiça
"Fecha ou não fecha", Justiça dá três dias para Marquinhos se posicionar
Internacional
Área de explosão tinha galpões com produto químico, diz Governo Libanês
Justiça
TJ bate recorde em julho
Internacional
Sobe para 50 número de mortos por explosão em Beirute