Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Política

Após críticas, Bolsonaro altera decreto de posse de armas

Com o recuo do governo, as ações da Taurus caíram nesta quarta-feira

22 maio 2019 - 16h35Matheus Henrique, com informações do Conjur

O presidente Jair Bolsonaro alterou, após diversas criticas e questionamentos no Judiciário, o decreto que ampliou a posse e o porte de armas. Entre as mudanças, está a proibição do porte de fuzil, espingarda ou carabina por cidadãos comuns, publicado no Diário Oficial da União, nesta quarta-feira (22).

O texto também explica que o cidadão terá acesso apenas a armas de porte, como pistolas, revólveres e garruchas, permanecendo proibido o porte de armas portáteis, como fuzis, carabinas e espingardas.

Outro ponto criticado foi sobre a prática de tiros por menores de 18 anos, desde que autorizados por um dos responsáveis. Agora, no novo texto, o tiro esportivo só poderá ser praticado a partir dos 14 anos, com a autorização de ambos os responsáveis.

O novo decreto também altera o órgão responsável por definir as regras para transporte de armas em voos. Agora, a responsabilidade volta a ser da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Segundo a Presidência, as retificações no decreto original corrigem erros meramente formais no texto original, como numeração duplicada de dispositivos e erros de pontuação, entre outros.

Para ler acessar o decreto e saber as mudanças, clique aqui.

Taurus

Com a notícia, na terça-feira (21), de que com o chamado “Decreto de Armas” do presidente Bolsonaro facilitaria o acesso à compra de fuzis a cidadãos comuns, as ações da Taurus, uma das principais representantes da indústria nacional de armas, subiu 7%. Mas, com o recuo do governo nesta quarta-feira (22), as ações caiuram 5%.

A alteração do governo muda o cenário para a Taurus, que havia informado ter uma lista de espera de 2 mil pedidos de pessoas interessadas em comprar fuzis.

Pouco antes das 11h30, as ações caíam 4,62% enquanto os papéis ON recuavam 3,26%.

Toka do Jacare - perkal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Ministério pode rever cortes de verbas que prejudicam MS
Política
Vídeo - Salineiro diz ter vergonha de ser vereador depois de projeto reprovado
Política
Governo garante a Simone liberação de recurso para BR-262
Política
Projeto que garante prioridade aos alunos com TDAH foi aprovado pela CCJR
Política
CCJ do Senado confirma sabatina de Aras à PGR para o dia 25
Política
Bancada federal de MS quer destravar investimentos para implantação da Rota Bioceânica
Política
Dupla morre em confronto com polícia durante roubo a comerciante
Política
Candidaturas laranjas levam à cassação de toda a chapa, decide TSE
Política
Projeto da deputada Rose Modesto fará agressor ressarcir SUS
Política
Delcídio assume PTB dia 21 de setembro

Mais Lidas

Polícia
Mulher que desapareceu há um mês é encontrada morta por suicídio
Polícia
Após divulgação de imagem, homem faz acordo para devolver veículo
Polícia
Vídeo - Mortes em série de gatos no Villagio Parati intrigam moradores
Geral
Árvore cai e Espírito Santo está interrompida