Menu
Menu
Busca quarta, 19 de junho de 2024
Gov Detran Jun24
Política

Audiência sobre Santa Casa é marcada por acusações e acaba sem resultado

28 abril 2011 - 06h05CG News

Marcada pela troca de acusações e pela falta de propostas concretas para os problemas da Santa Casa, a audiência pública proposta pela Câmara Municipal de Campo Grande nesta quarta-feira terminou como começou: sem resultado.

Uma das discussões durante a audiência foi sobre a decisão do juiz Amaury Kuklinski, que se mostrou contrário à intervenção no maior hospital de Mato Grosso do Sul e afirmou que a fiscalização da Santa Casa cabe ao Tribunal de Contas do Estado, e não ao poder Judiciário.

Para o secretário municipal de Saúde, Leandro Mazina – que se limitou a comentar muito pouco sobre a audiência – a intervenção deve respeitar decisão final do Tribunal de Justiça, que mantém o hospital sobre administração pública até 2013.

No entanto, o presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Levi Teslenco, exemplificou como a real proprietária da Santa Casa enxerga a intervenção.

“Isso é um barco, onde todos estão pulando fora. O Ministério Público já saiu, depois a União, o Estado já disse que não opina nada e agora o município e até o Judiciário não querem se envolver. E o barco vai continuar abandonado”, disse Teslenco.

A tônica do discurso da ABCG remete à 2005, com números e situações de seis anos atrás, quando a intervenção na Santa Casa teve início.

No entendimento da promotora Cristiane Amaral Cavalcante, da promotoria de Patrimônio Público do MPE (Ministério Público Estadual), a Santa Casa necessita de setor de regulação para as áreas de urgência e emergência, além de serem claros os problemas de gestão.

“É preciso saber quem são os fornecedores, quanto se gasta. Se a Santa Casa for transformada em fundação, a fiscalização seria mais rigorosa, pois o MP emite um certificado de regularidade após a prestação anual de contas”, comenta Cristiane.

Outro ponto destacado pela promotora é que não falta recursos para o hospital. “Se há desvio, é possível a abertura de investigação por improbidade administrativa”, afirmou.

Rebatendo as críticas, o secretário municipal de Saúde confirmou que o setor de regulação da Santa Casa funciona normalmente, mas que as críticas expostas pela mídia prejudicam a imagem do hospital. “É desestimulante até para o paciente”, disse Mazina.

O secretário completou que a salvação da Santa Casa não será feita por uma única pessoa, mas “por todos os 775 mil habitantes de Campo Grande. A intervenção melhorou a contabilidade do hospital, mas ainda falta recurso”, reclamou.

Fora os componentes da mesa da audiência pública, apenas quatro pessoas estavam presentes no plenário da Câmara, onde foi realizado o debate. Os integrantes do MP deixaram a reunião antes do final, causando desconforto nos presentes.

Uma das quatro pessoas presentes à audiência era Cleonice Alves, presidente do Conselho Local de Usuários da Santa Casa. “A audiência foi mal divulgada, ninguém sabia. Por isso, foi frustrante”, alega Cleonice.

Esta foi a terceira audiência proposta pela Câmara de Vereadores. Loester Nunes (PDT), presidente da Comissão de Saúde na Casa de Leis, irá propor a criação de uma outra comissão, especialmente designada para cuidar da Santa Casa.

Com informações do jornal Campo Grande News.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Comissão de Educação do Senado aprova a reforma do ensino médio
Política
Comissão de Educação do Senado aprova a reforma do ensino médio
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul
Política
"Solucionar problemas": Deputado quer visita da Comissão de Saúde ao Hospital Regional
Gerson Claro
Política
Governo de MS vai liberar R$ 72 milhões em emendas parlamentares
Sessão da Assembleia
Política
Comunicação sobre fim de teste gratuito de serviço segue para sanção
Plenário Deputado Júlio Maia
Política
Deputados devem aprovar o Balanço Geral do Governo de MS nesta quarta-feira
Edinaldo Luiz de Melo Bandeira -
Justiça
Justiça eleitoral manda prefeito de Amambai remover vídeo com pedido de voto
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Política
Lula diz que pode tentar reeleição 'para evitar que trogloditas voltem a governar'
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Política
Lula deve sancionar taxa em compras de US$ 50
Deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG)
Política
PF vê injúria contra Lula em fala de Nikolas Ferreira, mas opta por não o indiciar
Deputado federal Sóstenes Cavalcante
Política
Após críticas, autor do 'PL do Aborto' assina texto que aumenta pena de estupradores

Mais Lidas

Inverno 2024
Clima
Inverno começa nesta semana e deve ter temperaturas acima da média em 2024
Menina fez o jogo e guardou o bilhete em casa
Geral
50 milhões! Criança acerta números da Mega-Sena, mas pais esquecem de pagar aposta
Sol raiou em Campo Grande
Clima
Tempo seco breca chegada de frente fria e calor se mantém nesta terça em MS
Prefeitura abre processo seletivo para pessoas com ensino médio
Cidade
Prefeitura abre processo seletivo para pessoas com ensino médio