Menu
Menu
Busca quarta, 19 de junho de 2024
Prefeitura Refis Junho24
Política

Azambuja conclui governo com mais de 70% de aprovação, aponta pesquisas

Com 26 anos dedicados à política, ele encerra um ciclo de dois mandatos à frente do Governo de MS

31 dezembro 2022 - 10h43Brenda Leitte, com GOV MS

Mais uma pesquisa mostra que o governador Reinaldo Azambuja deixa o mandato com aprovação da população superior a 70%. É a segunda, em um intervalo de uma semana, com resultado semelhante.

No levantamento mais recente, realizado pelo Instituto de Pesquisa e Resultado (IPR), a administração Reinaldo Azambuja alcançou a aprovação de 74,88%. Foram ouvidas 402 pessoas nos 15 maiores municípios de Mato Grosso do Sul, no período de 19 a 21 de dezembro.

Já no levantamento realizado pelo Instituto Ranking, o índice de aprovação é de 73%. As entrevistas foram feitas entre 12 e 20 de dezembro, com 3 mil questionários, em 30 municípios do Estado.

Com 26 anos dedicados à política, Reinaldo Azambuja encerra um ciclo de dois mandatos à frente do Governo de MS (2015-2018 e 2019-2022). “A população soube reconhecer que as nossas políticas públicas deram resultado. Essa aprovação é resultado do trabalho de toda uma equipe, de cada um dos servidores”, afirmou o governador.

Programas

Entre os principais legados deixados pela administração estadual estão os programas Mais Social, com 87.240 famílias atendidas, e o Energia Social/Conta de Luz Zero, com 154.523. 

Por meio do Mais Social, os beneficiários recebem um cartão com R$ 300 por mês para compra de comida, itens de higiene pessoal e limpeza e aquisição de gás de cozinha (GLP). A compra de bebidas alcoólicas ou cigarros não é permitida. O programa do Governo do Estado beneficia pessoas com renda mensal familiar per capita inferior a meio salário mínimo nos 79 municípios do Estado. O investimento é de R$ 26,1 milhões por mês.

O Energia Social também é um auxílio para quem mais precisa. O Governo paga a conta das residências que utilizam até 220 kWh por mês e com famílias inscritas no CadÚnico (Cadastro Único) do Governo Federal. Com isso sobra mais dinheiro para pagar outras contas ou fazer compras. São mais R$ 11 milhões por mês para não faltar luz a ninguém.

Economia

A economia de Mato Grosso do Sul praticamente dobrou nos últimos 8 anos, com o PIB (Produto Interno Bruto) saltando de R$ 78,9 bilhões, em 2014, para R$ 155 bilhões, em 2022. 

Entre os resultados alcançados estão a 3ª menor taxa de desemprego do Brasil; 4ª menor taxa de pobreza; maior investimento por pessoa do Brasil, com obras e ações nos 79 municípios sul-mato-grossenses; regionalização da saúde; 2º estado que mais investe na segurança; 3º com as menores taxas de violência; destaque nacional na elucidação de homicídios; estado em que há mais presos trabalhando e estudando; e com metade das escolas com ensino em tempo integral.

E para os próximos 10 anos, o Governo do Estado tem a expectativa de receber R$ 45 bilhões de investimentos privados por meio do programa MS Empreendedor, com 5 mil novos empregos. Entre os principais empreendimentos estão a Suzano, em Ribas do Rio Pardo (R$ 15 bilhões); Arauco, em Inocência (R$ 15 bilhões); Inpasa, em Dourados (R$ 2 bilhões); e Neomille, em Maracaju (R$ 1 bilhão).

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Política
Lula diz que pode tentar reeleição 'para evitar que trogloditas voltem a governar'
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Política
Lula deve sancionar taxa em compras de US$ 50
Deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG)
Política
PF vê injúria contra Lula em fala de Nikolas Ferreira, mas opta por não o indiciar
Deputado federal Sóstenes Cavalcante
Política
Após críticas, autor do 'PL do Aborto' assina texto que aumenta pena de estupradores
Inauguração foi em Maracaju
Interior
Nova fábrica de etanol de milho é inaugurada em Maracaju
Sessão na Câmara
Política
Vereadores aprovam PL para divulgação de informações sobre a Casa da Mulher
Sessão na Assembleia Legislativa
Política
Parto sem carência imposta pelos planos de saúde segue à sanção
Foto: Izaias Medeiros
Política
Vereadores analisam PL para divulgação de informações sobre a Casa da Mulher
Proposta que obriga planos de saúde a cobrirem partos de urgência deve ser votada
Política
Proposta que obriga planos de saúde a cobrirem partos de urgência deve ser votada
Ex-vereador Eduardo Pereira Romero -
Justiça
Ex-vereador de Campo Grande é condenado por contratar funcionário fantasma

Mais Lidas

Inverno 2024
Clima
Inverno começa nesta semana e deve ter temperaturas acima da média em 2024
Ex-prefeito de Anastácio, Douglas Melo Figueiredo
Justiça
Justiça atende MPMS e bloqueia R$ 639 mil do ex-prefeito de Anastácio
Passageira de carro que bateu em poste na Afonso Pena morre na Santa Casa
Polícia
Passageira de carro que bateu em poste na Afonso Pena morre na Santa Casa
Mulher posta nude do ex-marido para se vingar após ver foto dele com nova namorada
Polícia
Mulher posta nude do ex-marido para se vingar após ver foto dele com nova namorada