Menu
Busca sexta, 22 de março de 2019
(67) 99647-9098
Política

Câmara fará campanha contra violência, diz Paulo Siufi

11 setembro 2011 - 09h34Arquivo

A exemplo da Campanha "Paz no Trânsito", iniciada pela Câmara Municipal de Campo Grande, para reduzir mortes em acidentes, nas vias pública da Capital, o presidente da Casa de Leis, vereador Paulo Siufi (PMDB), ocupou a tribuna durante a sessão ordinária na última quinta-feira (8) para conclamar os legisladores municipais para encabeçarem mais um movimento contra a violência. A atitude é em protesto aos recorrentes casos de violência que estamparam os noticiários nas ultimas semanas.

Na última terça-feira (6), um adolescente de 15 anos disparou um revolver de calibre 38 contra uma menina de 12. A vítima faleceu, mesmo sendo socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). A tragédia causou perplexidade entre os parlamentares da Casa.

"Sempre disse que a juventude estava perdida, e realmente está, quando dez dias atrás tivemos um estupro de uma menina de 13 anos, às três da manhã por um rapaz de 17, a mãe sem saber onde a filha estava. E disse que foi dormir na casa de amiguinha. Tivemos três adolescentes que resolveram tomar um Tereré. Mais aí o garoto de 15 anos, quis mostrar aquilo que não devia um revolver calibre 38 , fez um disparo achando que o tambor estava sem munição. O primeiro na menina de 13 anos nada aconteceu, ai ele colocou no rosto da de 12. Ele disparou uma bala que matou esta jovem de 12 anos, na frente da casa que morava com seus pais. Este é mais um dos vários casos de violência que nós estamos tendo na nossa cidade", relatou o vereador.

De acordo com Paulo Siufi, a Câmara Municipal tem de elaborar leis mais rigorosas, com fiscalização mais intensa. "Ele [o autor do disparo] comprou esse revolver por R$ 30. E eu pergunto aos senhores e senhoras: será que é isso que queremos para a juventude da nossa cidade? para esses jovens que vão estar aqui no dia 13 sendo diplomados no Parlamento Jovem?. Nós temos que tomar alguma conduta de imediato, porque para essa menina que morreu os sonhos se findaram naquela tarde. Para a sua mãe que a carregou no colo essa ferida não vai cicatrizar mais. Precisamos ter ações contundentes para evitar a violência entre os jovens", enfatizou Siufi.

Segundo a vereadora Magali Picarelli (PMDB) a falta de cuidado dos pais tem provocado muitas situações de perigo entre os jovens e adolescentes. "Nós tivemos o caso daqueles jovens que deixavam de ir à aula para fazer o congresso do bullimento. Temos que fazer ecoar para autoridades competentes para tomarem providências. A escola tem esse poder para chamar esses pais para a responsabilidade. A educação e disciplina têm de começar em casa. A formação de caráter tem de começar em casa. Temos que dar as mãos. Esse é o objetivo da política. Temos que achar juntos uma solução para acabar com tanto evento triste", disse a vereadora ao apartear Paulo Siufi.

Para o parlamentar Athayde Nery, o ato infortúnio acarretará sérias conseqüências. Conforme o vereador é preciso banir da sociedade a cultura de pais que dão armas de brinquedos aos seus filhos, diminuindo, assim, o estimulo à violência. "Temos de construir a cultura da pacificação, da união, do fortalecimento da família. Os pais têm de falar para os filhos que a violência gera violência. Não dê arama de brinquedo para seus filhos. Formule sempre uma historia que estimule a boa cultura. A cidade que nós sonhamos temos de construí-la a partir de agora e as crianças tem de fazer isso", acrescentou o parlamentar.

Paulo Siufi acrescentou ainda que a campanha em favor da paz começará nas escolas e percorrerá os bairros da cidade. "De nada adianta obras arquitetônicas, que ganham prêmios nacionais, o mais importante é a vida e esta não abro mão, como parlamentar , como médico, como chefe de família. A nossa campanha irá a todos os bairros de Campo Grande, como fizemos na campanha ‘Paz no Trânsito", vamos fazer caminhada pela paz, todos com roupa branca, fita ou bandeira branca. Hoje é a filha desta senhora e amanhã pode ser a filha de outra. O que não queremos para nós não queremos para ninguém",completou o parlamentar.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Vereadores aprovam dois projetos na sessão de quinta-feira
Brasil
Bolsonaro se reúne com seis presidentes sul-americanos
Política
Cobrança de Moro na madrugada causa reação de Maia
Cidade
“Vou entregar a cidade melhor do que peguei”, diz Marquinhos Trad
Política
Bolsonaro participa no Chile de Cúpula Presidencial Sul-Americana
Política
Jamilson Name manifesta interesse em disputar a prefeitura da capital
Política
Moradia: CCJ aprova projeto de Simone que beneficia população de baixa renda
Política
Recursos de R$ 169 milhões serão investidos em obras na capital
Política
João Rocha e Paulo Corrêa visitam Casa da Mulher Brasileira
Política
Fábio Trad é reconduzido à coordenação do PSD na CCJC

Mais Lidas

Geral
Veja como se cadastrar para concorrer a sorteio de casas da Agehab
Polícia
Morre borracheiro que levou tiros nas costas, braço e rosto
Polícia
Mãe e pai são assassinados na frente dos filhos
Polícia
Homem leva tiros nas costas, braço e rosto em MS