Menu
Menu
Busca segunda, 24 de junho de 2024
Governo - Vazio sanitario Jun24
Política

Com condenação, Bolsonaro se torna o 3º ex-presidente do Brasil a ficar inelegível

Fernando Collor de Mello perdeu os direitos políticos em 1992 e 2023, já Lula foi condenado em 2018 no caso do triplex do Guarujá, porém, sentença foi revertida e caso arquivado

30 junho 2023 - 16h51Pedro Molina     atualizado em 30/06/2023 às 17h01

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi condenado, nesta sexta-feira (30), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação, decisão que o torna inelegível por 8 anos.

Com a condenação, Bolsonaro se torna o 3º ex-presidente da República a se tornar inelegível. O primeiro foi Fernando Collor de Mello (PTB), já o segundo foi o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Collor - 1992 e 2023

No caso de Collor, o então presidente foi acusado de corrupção pelo seu irmão, Pedro Collor de Mello, em um caso envolvendo Paulo César Farias, o PC Farias, que estaria articulando um esquema de corrupção de tráfico de influência, loteamento de cargos públicos e cobrança de propina dentro do governo.

Devido à gravidade das denúncias, o Congresso instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as atividades de PC Farias no governo de Collor, o que resultou, por 16 votos a 5, em um pedido de impeachment contra o então presidente.

Por 441 votos a favor, 38 contra, 23 ausências e uma abstenção, a Câmara dos Deputados decidiu pela abertura do processo.

Collor se afastou da presidência em 2 de outubro de 1992, logo após o processo passar para o Senado Federal, e em 29 de dezembro do mesmo renunciou do cargo, horas antes de ser condenado pelos senadores, por 76 votos a 3, e perder os direitos políticos por oito anos.

Em maio deste ano, o ex-presidente foi condenado novamente, desta vez por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, e foi condenado a 8 anos e 10 meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), além de perder, mais uma vez, seus direitos políticos por oito anos.

Lula - 2018

O presidente Lula foi impedido, em 2018, de concorrer ao pleito daquele ano devido a Lei da Ficha Limpa, já que havia sido condenado pelo então juiz Sergio Moro no caso do triplex do Guarujá, localizado no litoral de São Paulo.

Após mais de um ano preso em Curitiba, no Paraná, Lula foi solto em novembro de 2019 após o STF proibir a prisão imediatamente após condenação em 2ª Instância, já que o então ex-presidente ainda tinha recursos pendentes.

Em junho de 2021, o plenário do STF validou decisão da 2ª Turma, que declarou o ex-juiz Sergio Moro parcial no caso do triplex do Guarujá, resultando na anulação da condenação e retornando o processo aos trâmites iniciais.

Em 2022, a 12ª Vara Federal Criminal de Brasília determinou que o processo fosse arquivado definitivamente.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alexandre Correa, ex de Ana Hickmann, anuncia pré-candidatura nas eleições em SP
Política
Alexandre Correa, ex de Ana Hickmann, anuncia pré-candidatura nas eleições em SP
Senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS)
Política
JD1TV: Soraya critica o 'PL do Aborto' e encenação de feto sendo abortado no Senado
Cassinos e jogos de azar
Política
Lula vai sancionar projeto que libera cassinos e jogos de azar
Laerte Tetila e Tiago Botelho
Política
Laerte Tetila é oficializado vice de Tiago Botelho pelo PT em Dourados
Ex-servidor do setor de Compras e Licitações de Sidrolândia, Tiago Basso -
Interior
JD1TV: Confira um dos depoimentos da delação em Sidrolândia
Eduardo Riedel realizando a abertura o evento
Política
Riedel discute estratégias para Rota Biocêanica com países vizinhos
Sessão na Câmara Municipal
Política
Vereadores aprovam adaptação de brinquedos para pessoas com deficiência física na Capital
Sessão na ALEMS
Política
Deputados aprovam projeto que protege crianças e combate abuso sexual
Pedágio da CCR MSVia na rodovia federal BR-163
Política
Deputados de MS movem ação judicial para 'barrar' reajustes de pedágio na BR-163
Plenário Deputado Júlio Maia
Política
Deputados decidem sobre implantação de agência de promoção de investimentos em MS

Mais Lidas

Cabo Almir e Sargento Santos do 10° Batalhão da Polícia Militar
Polícia
Policial morto estaria envolvido em esquema de tráfico e roubo junto com o sargento
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Polícia
Moradora de Ponta Porã morre ao ter AVC aos 37 anos
Cabo Almir e Sargento Santos do 10° Batalhão da Polícia Militar
Polícia
Policiais militares escoltavam caminhão roubado com drogas em Campo Grande
Cantor Diogo Nogueira
Cultura
MS Ao Vivo: Diogo Nogueira fará show gratuito na Capital no dia 14 de julho