Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Política

CPI do Cachoeira recebe inquérito do STF e quer ouvir delegados

02 maio 2012 - 12h19Geraldo Magela / Agência Senado

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que vai investigar as relações do bicheiro Carlinhos Cachoeira com políticos e empresários recebeu, na manhã desta quarta-feira, o inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso. De acordo com o presidente da CPMI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), o envelope contendo nove CDs foi lacrado na sala-cofre da comissão. Na sexta-feira passada, parte do inquérito foi divulgado pelo site Brasil 247. O senador afirmou que vai determinar a conferência do que vazou com as mídias que recebeu do STF.

Ainda na sexta-feira, o ministro Ricardo Lewandowski, responsável pelo caso no STF, encaminhou pedido à Procuradoria-Geral da República e à Polícia Federal para que investiguem o vazamento do inquérito, que está sob segredo de justiça. Pela parte da CPMI, o senador Vital do Rêgo afirmou que vai regulamentar o acesso à sala-cofre, mas não soube dizer até quando isso seria feito. De acordo com o regimento do Congresso, apenas os membros da comissão podem ter contato com as informações que foram enviadas pelo STF.

"O Prodasen (Secretaria Especial de Informática do Senado) está estudando mecanismos para evitar que sejamos surpreendidos com algum vazamento", disse o presidente da comissão.

Depoimentos
O senador também informou que vai convidar o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e os delegados da Polícia Federal responsáveis pelos inquéritos para que compareçam à CPMI e falem sobre as investigações.

O pedido para que os delegados sejam ouvidos, no entanto, precisa ser feito ao ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, que está na Colômbia. Ainda de acordo com o regimento do Congresso, as sessões seriam secretas, ou seja, apenas os membros da CPMI poderiam participar dos depoimentos.

Primeira reunião
Ainda hoje, às 14h30, a CPMI terá sua primeira reunião. O relator da comissão, deputado Odair Cunha (PT-MG), vai apresentar o plano de trabalho para as próximas semanas. Também serão votados alguns dos 167 requerimentos protocolados na secretaria da CPMI.

Desse total, 115 são pedidos de convocação de depoentes, dos quais 24 têm Cachoeira como alvo. Também estão na lista o sócio majoritário da Delta Construções, Fernando Cavendish; além dos governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT).

O PMDB trabalha para evitar uma convocação do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. No fim de semana, o blog do deputado e ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) divulgou fotos e vídeos nos quais Cabral aparece com Cavendish em festas em Paris.

Via Terra

1/4 colchões

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Ramos afirma que pretende manter boas relações com parlamentares
Política
Presidente tucano assegura apoio a Marquinhos na capital
Política
Reinaldo vai à fronteira nesta sexta-feira
Política
"Governo não vai criar novos impostos", diz Bolsonaro
Política
Câmara define comissão para atuar durante o recesso
Política
Delegado da PF assume presidência da Funai, com apoio de ruralistas
Política
Tucanos discutirão estratégias para 2020 neste sábado
Política
Marun fala sobre “overdose de política” e André no governo
Política
“Aviação é pauta prioritária e MS está incluso”, diz secretário nacional
Política
Após pedido de Marquinhos, ministro investe na saúde da capital

Mais Lidas

Geral
Quatro capivaras amanhecem mortas próximo ao shopping
Justiça
Rigo entra com recurso baseado em decisão de Toffoli
Geral
Jovem perde perna em acidente e pede ajuda em "Vaquinha Solidária"
Polícia
Incêndio criminoso deixa pelo menos 16 mortos