Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Política

CPI do Cachoeira recebe inquérito do STF e quer ouvir delegados

02 maio 2012 - 12h19Geraldo Magela / Agência Senado

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que vai investigar as relações do bicheiro Carlinhos Cachoeira com políticos e empresários recebeu, na manhã desta quarta-feira, o inquérito que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso. De acordo com o presidente da CPMI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), o envelope contendo nove CDs foi lacrado na sala-cofre da comissão. Na sexta-feira passada, parte do inquérito foi divulgado pelo site Brasil 247. O senador afirmou que vai determinar a conferência do que vazou com as mídias que recebeu do STF.

Ainda na sexta-feira, o ministro Ricardo Lewandowski, responsável pelo caso no STF, encaminhou pedido à Procuradoria-Geral da República e à Polícia Federal para que investiguem o vazamento do inquérito, que está sob segredo de justiça. Pela parte da CPMI, o senador Vital do Rêgo afirmou que vai regulamentar o acesso à sala-cofre, mas não soube dizer até quando isso seria feito. De acordo com o regimento do Congresso, apenas os membros da comissão podem ter contato com as informações que foram enviadas pelo STF.

"O Prodasen (Secretaria Especial de Informática do Senado) está estudando mecanismos para evitar que sejamos surpreendidos com algum vazamento", disse o presidente da comissão.

Depoimentos
O senador também informou que vai convidar o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e os delegados da Polícia Federal responsáveis pelos inquéritos para que compareçam à CPMI e falem sobre as investigações.

O pedido para que os delegados sejam ouvidos, no entanto, precisa ser feito ao ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, que está na Colômbia. Ainda de acordo com o regimento do Congresso, as sessões seriam secretas, ou seja, apenas os membros da CPMI poderiam participar dos depoimentos.

Primeira reunião
Ainda hoje, às 14h30, a CPMI terá sua primeira reunião. O relator da comissão, deputado Odair Cunha (PT-MG), vai apresentar o plano de trabalho para as próximas semanas. Também serão votados alguns dos 167 requerimentos protocolados na secretaria da CPMI.

Desse total, 115 são pedidos de convocação de depoentes, dos quais 24 têm Cachoeira como alvo. Também estão na lista o sócio majoritário da Delta Construções, Fernando Cavendish; além dos governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT).

O PMDB trabalha para evitar uma convocação do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. No fim de semana, o blog do deputado e ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) divulgou fotos e vídeos nos quais Cabral aparece com Cavendish em festas em Paris.

Via Terra

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Humorista é o novo presidente da Ucrânia
Política
Juiz determina prisão de ex-presidente do Peru
Política
"Liberdade de imprensa é baluarte democrático", diz Simone
Política
Grupo que estuda PL Anticrime realizará mesa redonda
Política
Orro sinaliza candidatura da esposa à prefeitura de Aquidauana
Política
Orro cobra transparência da CCR MSVia sobre obras na BR-163
Política
Investigados pelo STF terão redes sociais e WhatsApp bloqueados
Política
Desempregados poderão cancelar serviços sem pagar multa contratual
Política
CCJ da Câmara debate parecer da reforma da Previdência
Política
Supremo censura “Crusoé” e MPF desmente denúncia da revista

Mais Lidas

Polícia
Casal morre em acidente na MS-164
Polícia
Jovem morre afogado em piscina do Corumbaense Futebol Clube
Saúde
Ibuprofeno e cetoprofeno podem agravar infecções
Geral
Mega acumula e poderá pagar R$ 90 milhões na quarta-feira