Menu
Menu
Busca sexta, 21 de junho de 2024
Gov Detran Jun24
Política

Ditadura da Venezuela deixa candidata da oposição inelegível por 15 anos

Ela lidera as pesquisas entre os 13 candidatos convocadas para selecionar o candidato que irá enfrentar o presidente Nicolás Maduro nas eleições de 2024

01 julho 2023 - 17h32Yara Deckner, com CNN

Maria Corina Machado, candidata favorita para vencer a oposição à Presidência em outubro na Venezuela, está impedida de ocupar cargos públicos por 15 anos, disse a Controladoria-Geral do país em carta. Machado tem 55 anos, é engenheira industrial e ex-parlamentar. Ela lidera as pesquisas entre os 13 candidatos das primárias, convocadas para selecionar o candidato que irá enfrentar o presidente Nicolás Maduro nas eleições de 2024.

Uma proibição anterior imposta a ela foi ampliada porque Machado apoiou as sanções dos Estados Unidos contra o governo de Maduro e apoiou o ex-líder da oposição Juan Guaidó, disse a carta. Machado está impedida de sair da Venezuela há nove anos e já havia sido barrada de cargos públicos por 12 meses em 2015 porque, segundo a Controladoria, ela não incluiu alguns benefícios recebidos quando era parlamentar em sua declaração de bens. Machado diz que nunca recebeu os benefícios. 

O legislador José Brito, que faz parte da assembleia nacional controlada pelo partido governista, pediu à Controladoria esta semana para esclarecer a situação de Machado. “A cidadã Maria Corina Machado Parisca […] está inabilitada para o exercício de qualquer cargo público pelo prazo de 15 anos”, disse a Controladoria em sua resposta, datada de 27 de junho e compartilhada por Brito nesta sexta-feira (30).

Machado, que propôs privatizar a estatal petrolífera PDVSA e reestruturar a dívida da Venezuela, disse a apoiadores na quinta-feira (29) que “uma proibição do regime é lixo, significa zero”, acrescentando que mostrou que o governo de Maduro “está sendo derrotado”.

A proibição não afeta a capacidade de Machado de concorrer nas primárias, que estão sendo realizadas pela oposição sem apoio estatal. Mas isso significa que ela não poderia se registrar nas autoridades eleitorais para aparecer na cédula na corrida presidencial. A oposição alega, há anos, que as proibições são usadas pelo partido no poder para impedir mudanças políticas.

“O regime recorre a desqualificações e proscrições para se manter no poder e liquidar qualquer semelhança com a democracia enquanto aprofunda a crise política, social, humanitária e econômica que o país vive”, disse a Organização dos Estados Americanos, com sede em Washington, em um comunicado, rejeitando a decisão e pedindo eleições livres e transparentes.

Candidato às primárias junta a Machado, Henrique Capriles, que concorreu duas vezes à presidência pela oposição, foi impedido de exercer cargos públicos por 15 anos em 2017.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Eduardo Riedel realizando a abertura o evento
Política
Riedel discute estratégias para Rota Biocêanica com países vizinhos
Sessão na Câmara Municipal
Política
Vereadores aprovam adaptação de brinquedos para pessoas com deficiência física na Capital
Sessão na ALEMS
Política
Deputados aprovam projeto que protege crianças e combate abuso sexual
Pedágio da CCR MSVia na rodovia federal BR-163
Política
Deputados de MS movem ação judicial para 'barrar' reajustes de pedágio na BR-163
Plenário Deputado Júlio Maia
Política
Deputados decidem sobre implantação de agência de promoção de investimentos em MS
Vereadores devem votar propostas para trocar nome de rua e de escola na Capital
Política
Vereadores devem votar propostas para trocar nome de rua e de escola na Capital
Comissão de Educação do Senado aprova a reforma do ensino médio
Política
Comissão de Educação do Senado aprova a reforma do ensino médio
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul
Política
"Solucionar problemas": Deputado quer visita da Comissão de Saúde ao Hospital Regional
Gerson Claro
Política
Governo de MS vai liberar R$ 72 milhões em emendas parlamentares
Sessão da Assembleia
Política
Comunicação sobre fim de teste gratuito de serviço segue para sanção

Mais Lidas

Breno Souza Firmino, de apenas 16 anos, atuava como volante na equipe SUB-17 da Portuguesa
Polícia
Adolescente de time de MS morre na Capital
Antes e depois do entorno no empreendimento
Cidade
'Cracolândia' da região da Antiga Rodoviária ganha empreendimento privado
Leonildo Herrero atuou por 38 anos na Santa Casa da Capital
Geral
Morre o médico Leonildo Herrero
Marcelo Batista Chaves foi surpreendido pelos atiradores, que estavam de moto e fugiram logo após efetuar os disparos
Polícia
Campo-grandense é morto a tiros ao chegar no Paraguai para fazer compras