Menu
Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2024
Senar Junho24
Política

Em discurso, Antonio Russo defende prioridade nas medidas de controle sanitário para combater aftosa

20 setembro 2011 - 17h37Assessoria

O senador Antonio Russo (PR-MS) demonstrou preocupação com a descoberta de foco de febre aftosa no Paraguai. Durante discurso proferido no Plenário do Senado, nesta segunda-feira (19), Russo defendeu monitorado constante das fronteiras a fim de coibir o risco de contaminação do gado brasileiro.

Ele afirmou ser favorável à criação de uma força tarefa tripartite entre Brasil, Paraguai e Argentina para combater a Aftosa, conforme tem defendido a Secretária de Produção e Desenvolvimento Agrário de Mato Grosso do Sul, Tereza Cristina Corrêa. "Outra ação que acredito ser fundamental é a manutenção do exército brasileiro na nossa fronteira para impedir a entrada de gado clandestino no Brasil", defendeu.

O senador informou que o Mato Grosso do Sul tem o segundo maior rebanho bovino nacional, com 22 milhões de cabeças de gado. Russo também elogiou a atuação da Secretária Tereza Cristina, que anunciou no início do ano o reconhecimento de MS como área livre de febre aftosa pela Organização Mundial de Saúde Animal. "Não podemos agora, diante desta ameaça no Paraguai e por falta de prioridade nas medidas de controle sanitário, perder esta grande conquista para o Mato Grosso do Sul", afirmou.

Antonio Russo demonstrou solidariedade ao país vizinho e ainda defendeu uma ação efetiva do governo brasileiro em relação ao controle sanitário. "Precisamos dar apoio ao Paraguai, que tem na exportação de carnes uma das suas principais fontes de divisas. Mas é imprescindível também estarmos alertas para impedir a proliferação da aftosa em nosso território", finalizou.

Aftosa no Paraguai

O Paraguai decretou situação de emergência sanitária por causa de um foco de febre aftosa detectado em fazenda no Departamento de San Pedro, há cerca de 150 km da fronteira com o Mato Grosso do Sul. Mais de oitocentas cabeças de gado serão sacrificadas e o país vai suspender a exportação de carnes por dois meses.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lula está cumprindo agenda no exterior, mas não deixou de comentar projeto polêmico
Política
Lula classifica de insanidade proposta que equipara aborto a homicídio
Imagem da urna eleitoral eletrônica /
Política
PM candidato é alvo do MP Eleitoral por propaganda antecipada na Capital
Foto: Douglas Gomes
Política
Para evitar "pressão", deputada de centro deve relatar PL do aborto
Câmara aprova urgência de projeto que equipara aborto ao homicídio
Política
Câmara aprova urgência de projeto que equipara aborto ao homicídio
Deputado federal Chiquinho Brazão, preso desde março sob a suspeita de ser um dos mandantes do assassinato de Marielle Franco
Política
Relatora de caso contra Chiquinho Brazão pede mais tempo para analisar documentos
Câmara aprova projeto que irá punir deputados que se envolvam em brigas
Política
Câmara aprova projeto que irá punir deputados que se envolvam em brigas
Secretário Jaime Verruck e o governador Eduardo Riedel
Política
Riedel participa de reunião sobre o FCO para 2025
Valdemar diz que está com "saudades" de conversar com Bolsonaro
Política
Valdemar diz que está com "saudades" de conversar com Bolsonaro
CCJ da Câmara em sessão que aprovou PEC das Drogas
Política
PEC das drogas é aprovada com placar de 47 a 17
Matérias que versam sobre a saúde e proteção da mulher foram aprovadas hoje em segunda discussão
Política
Deputados aprovam semana de mobilização dos homens contra a violência

Mais Lidas

IMAGENS FORTES: mulher morre após ser devorada por rottweilers em casa de prostituição
Polícia
IMAGENS FORTES: mulher morre após ser devorada por rottweilers em casa de prostituição
JD1TV: Jovens morrem ao caírem de 12 metros de altura enquanto esperavam show em boate
Internacional
JD1TV: Jovens morrem ao caírem de 12 metros de altura enquanto esperavam show em boate
À polícia, homem contou que disparo foi acidental, versão que é contestada por amigos da vítima
Polícia
Homem que deu tiro na cabeça de esposa passou em bar antes de voltar para local do crime
Vítima, que era pessoa com deficiência, não tinha família na Capital e era próxima dos vizinhos
Polícia
Marido de mulher baleada na cabeça já havia quebrado perna da vítima