Menu
Busca sexta, 23 de fevereiro de 2024
(67) 99647-9098
Governo - Dengue Fev24
Política

Hoje é o último dia para propaganda eleitoral

Também se encerra o prazo para a realização de debates

28 outubro 2022 - 18h17Pedro Molina     atualizado em 28/10/2022 às 18h22

O calendário da Justiça Eleitoral, formulado com o objetivo de orientar candidatos e eleitores para uma série de prazos e regras que precisam ser observadas nas eleições, estabelecem que esta sexta-feira (28) é o último dia para propaganda eleitoral no rádio e na televisão.

A Justiça Eleitoral também estabelece que, a partir de hoje, a propaganda em imprensa escrita e reprodução de material eleitoral na internet também está proibida. Hoje também é o último dia para realização de debate em rádios e TVs.

Calendário já havia estipulado data para proibição de prisões

Desde terça-feira (25) eleitores não podem ser presos ou detidos, somente caso sejam pegos em flagrante, ou caso tenham sido sentenciados por crime inafiançável. Candidatos também não podem ser presos, excetos nos casos citados, desde o dia 15 de outubro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Michele Bolsonaro já está na Capital
Política
Erika Hilton é a primeira deputada trans eleita para um cargo de liderança
Política
Bolsonaro optou por silêncio em depoimento à PF sobre suposta tentativa de golpe
Política
Beto Pereira quer fim das "saidinhas" em presídios
Política
Vereadores aprovam criação do 'Corredor Comercial' no Lageado
Política
Deputados aprovam prorrogação da proibição da pesca do Dourado por mais 5 anos
Política
"Queda da Bastilha", diz Delcídio após ataque de Gilmar
Cidade
Câmara analisa projeto de criação do Corredor Comercial no Lageado
Política
Deputados votam proposta que irá possibilitar diagnóstico precoce de autismo
Justiça
Justiça determina devolução de R$ 200 mil pelo União Brasil Campo Grande

Mais Lidas

Polícia
Corpo é encontrado em pesqueiro no Jardim Pênfigo
Polícia
Tragédia: Menino de 2 anos é enforcado até a morte e jogado em tanque de peixe
Polícia
Mulher pressentiu que iria morrer em conversa com a filha: 'Ele vai voltar e me matar'
Polícia
Filhos gritaram por socorro ao ver a mãe sendo esfaqueada e morta na Capital