Menu
Busca sexta, 02 de dezembro de 2022
(67) 99647-9098
Política

Ministro do TSE apresenta sala onde soma dos votos será monitorada

O local possui divisórias de vidro para que as entidades fiscalizadoras das eleições possam acompanhar a apuração

28 setembro 2022 - 13h13Sarah Chaves, com informações da Agência Brasil

Representantes das entidades fiscalizadoras das eleições conheceram hoje (28), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a chamada sala de totalização, em que servidores da Justiça Federal farão o monitoramento da soma dos votos nas Eleições 2022.

O local, formado por divisórias de vidro, montadas dentro do Centro de Divulgação das Eleições (CDE), no terceiro andar do TSE, estará aberto, a partir das 16h30 do próximo domingo (2), para que as entidades fiscalizadoras das eleições possam acompanhar o andamento da totalização de votos.

A visita foi conduzida pelo ministro Alexandre de Moraes. “É uma sala aberta, uma sala clara, não é nem uma sala secreta, nem uma sala escura”, afirmou Moraes, referindo-se a boato de que haveria contagem de votos em uma sala secreta no TSE.

A Seção de Totalização, como é oficialmente chamada, é composta por diversos computadores e telas nas quais os servidores do TSE monitoram o sistema de totalização de votos – um conjunto de programas desenvolvidos pela Justiça Eleitoral especificamente para somar os boletins de urna impressos. “Essas pessoas não contam votos, essas pessoas monitoram o ambiente de informática para que os sistemas, já lacrados, sejam executados de forma adequada, sem sobressaltos”, explicou Júlio Valente, secretário de Tecnologia da Informação do TSE.

A contagem é feita pelos sistemas desenvolvidos e lacrados pela Justiça Eleitoral e cujos códigos foram previamente inspecionados pelas entidades fiscalizadoras das Eleições 2022. “A sala de totalização acompanha justamente para evitar algum problema na rede, para evitar alguma sobrecarga”, acrescentou o ministro.  

Representantes de partidos e de algumas das dezenas entidades fiscalizadoras das eleições, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Ministério Público (MP), a Polícia Federal (PF), o Tribunal de Contas da União (TCU), da Controladoria-Geral da União (CGU) e o ministro da Defesa, Paulo Sergio Nogueira, estiverem presentes, nesta manhã no TSE, para conhecer a sala de totalização. Também compareceram os membros de missões de observação internacionais.

O TSE convidou também todos os candidatos a presidente e vice-presidente da República a participarem da apresentação da Seção de Totalização na manhã desta quarta-feira (4), mas nenhum dos candidatos ou candidatas compareceu ao local.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Riedel anuncia novo organograma de MS na próxima terça-feira
Política
Assembleia aprova projeto que altera a licença maternidade para militares
Política
Câmara Municipal vota sobre qualificação da atenção pré-natal na Capital
Política
Deputados votam projeto que altera a licença maternidade para militares
Política
Riedel se encontra com ministra europeia na sede da transição
Política
Fábio Trad é nomeado para fazer parte da equipe de transição de Lula
Política
Câmara aprova Projeto que cria o Programa Empresa Amiga do Surdo
Política
Assembleia Legislativa aprova orçamento de R$ 22 bilhões para 2023
Política
Iran convoca eleição no Tribunal de Contas
Política
PEC da transição consegue apoio para começar a tramitar no Senado

Mais Lidas

Polícia
JD1TV: Em plena luz do dia, homem é alvejado por trio na Mata do Jacinto
Polícia
Morto na Mata do Jacinto tinha passagem por homicídio, roubo e tráfico
Polícia
JD1TV: Imagens mostram momento que jovem é perseguido por atiradores na Capital
Polícia
Jovem passa mal e morre após fumar narguilé e beber cerveja na Capital