Menu
Busca sexta, 23 de fevereiro de 2024
(67) 99647-9098
Governo - Dengue Fev24
Política

Ministro do TSE apresenta sala onde soma dos votos será monitorada

O local possui divisórias de vidro para que as entidades fiscalizadoras das eleições possam acompanhar a apuração

28 setembro 2022 - 13h13Sarah Chaves, com informações da Agência Brasil

Representantes das entidades fiscalizadoras das eleições conheceram hoje (28), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a chamada sala de totalização, em que servidores da Justiça Federal farão o monitoramento da soma dos votos nas Eleições 2022.

O local, formado por divisórias de vidro, montadas dentro do Centro de Divulgação das Eleições (CDE), no terceiro andar do TSE, estará aberto, a partir das 16h30 do próximo domingo (2), para que as entidades fiscalizadoras das eleições possam acompanhar o andamento da totalização de votos.

A visita foi conduzida pelo ministro Alexandre de Moraes. “É uma sala aberta, uma sala clara, não é nem uma sala secreta, nem uma sala escura”, afirmou Moraes, referindo-se a boato de que haveria contagem de votos em uma sala secreta no TSE.

A Seção de Totalização, como é oficialmente chamada, é composta por diversos computadores e telas nas quais os servidores do TSE monitoram o sistema de totalização de votos – um conjunto de programas desenvolvidos pela Justiça Eleitoral especificamente para somar os boletins de urna impressos. “Essas pessoas não contam votos, essas pessoas monitoram o ambiente de informática para que os sistemas, já lacrados, sejam executados de forma adequada, sem sobressaltos”, explicou Júlio Valente, secretário de Tecnologia da Informação do TSE.

A contagem é feita pelos sistemas desenvolvidos e lacrados pela Justiça Eleitoral e cujos códigos foram previamente inspecionados pelas entidades fiscalizadoras das Eleições 2022. “A sala de totalização acompanha justamente para evitar algum problema na rede, para evitar alguma sobrecarga”, acrescentou o ministro.  

Representantes de partidos e de algumas das dezenas entidades fiscalizadoras das eleições, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Ministério Público (MP), a Polícia Federal (PF), o Tribunal de Contas da União (TCU), da Controladoria-Geral da União (CGU) e o ministro da Defesa, Paulo Sergio Nogueira, estiverem presentes, nesta manhã no TSE, para conhecer a sala de totalização. Também compareceram os membros de missões de observação internacionais.

O TSE convidou também todos os candidatos a presidente e vice-presidente da República a participarem da apresentação da Seção de Totalização na manhã desta quarta-feira (4), mas nenhum dos candidatos ou candidatas compareceu ao local.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Michele Bolsonaro já está na Capital
Política
Erika Hilton é a primeira deputada trans eleita para um cargo de liderança
Política
Bolsonaro optou por silêncio em depoimento à PF sobre suposta tentativa de golpe
Política
Beto Pereira quer fim das "saidinhas" em presídios
Política
Vereadores aprovam criação do 'Corredor Comercial' no Lageado
Política
Deputados aprovam prorrogação da proibição da pesca do Dourado por mais 5 anos
Política
"Queda da Bastilha", diz Delcídio após ataque de Gilmar
Cidade
Câmara analisa projeto de criação do Corredor Comercial no Lageado
Política
Deputados votam proposta que irá possibilitar diagnóstico precoce de autismo
Justiça
Justiça determina devolução de R$ 200 mil pelo União Brasil Campo Grande

Mais Lidas

Polícia
Corpo é encontrado em pesqueiro no Jardim Pênfigo
Polícia
Tragédia: Menino de 2 anos é enforcado até a morte e jogado em tanque de peixe
Polícia
Mulher pressentiu que iria morrer em conversa com a filha: 'Ele vai voltar e me matar'
Polícia
Filhos gritaram por socorro ao ver a mãe sendo esfaqueada e morta na Capital