Menu
Menu
Busca quarta, 17 de abril de 2024
Política

Por 11 votos a 9, Conselho de Ética aprova cassação de Eduardo Cunha

14 junho 2016 - 17h10Agência Brasil

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou hoje o pedido de cassação do mandato do presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) por quebra de decoro parlamentar. Por 11 votos a nove, os deputados acataram o parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO) que afirma que Cunha quebrou o decoro ao mentir sobre ter contas no exterior durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras.

Segundo o relator, Cunha é o dono de pelo menos quatro contas nna Suíça: Köpek; Triumph SP, Orion SP e Netherton. Ao pedir a cassação de Cunha, Rogério disse que as contas são verdadeiros “laranjas de luxo”. “Estamos diante do maior escândalo que este colegiado já julgou, não se trata apenas de omissão, de mentira, mas de uma trama para mascarar a evasão de divisas, a fraude fiscal", disse Rogério. “Estamos diante de uma fraude, de uma simulação de empresas de papel, de laranjas de luxo criadas para esconder a existência de contas no exterior”, acrescentou.

Cunha nega a propriedade das contas, mas admitiu ter o usufruto de ativos geridos por trustes estrangeiros.

O processo de Cunha no Conselho de Ética é considerado o mais longo no colegiado e foi marcado por inúmeras manobras que protelaram a decisão dessa terça-feira. A representação contra Cunha foi entregue pelo PSOL e Rede à Mesa Diretora da Câmara, no dia 13 de outubro de 2015. A Mesa, comandada por Cunha, levou o prazo máximo de 14 dias para realizar a tarefa de numerar a representação e enviá-la ao Conselho de Ética, o que retardou o início dos trabalhos do colegiado. O processo só foi instaurado quase um mês depois da representação, em 3 de novembro de 2015.

Agora o processo contra Cunha precisa ser analisado em plenário. Para que Cunha tenha o mandato cassado, é preciso pelo menos 257 votos, a maioria absoluta dos 513 deputados.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Streamings pagarão cota para o cinema nacional
Política
Streamings pagarão cota para o cinema nacional
Sessão dos vereadores da Capital
Política
Vereadores aprovam mudanças no transporte de animais em compartimentos de carga
Gerson Claro, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
Política
Deputados aprovam projeto que orienta sobre efeitos de álcool na gestação
Trabalho de Gerson Claro no combate à violência doméstica é homenageado pela PM
Política
Trabalho de Gerson Claro no combate à violência doméstica é homenageado pela PM
Fachada da Câmara Municipal de Campo Grande -
Política
Câmara Municipal e TJMS firmam convênio para transmissão de conteúdo na TV aberta
Votação no Senado aconteceu na noite de quarta-feira
Política
Senado vota PEC que criminaliza posse de qualquer quantidade de droga ilícita
PL de estímulo do turismo inclusivo para pessoas com TEA deve ser votado hoje
Política
PL de estímulo do turismo inclusivo para pessoas com TEA deve ser votado hoje
Vereadores analisam PL sobre transporte de animais em compartimentos de carga
Política
Vereadores analisam PL sobre transporte de animais em compartimentos de carga
Ministra das Relações Exteriores da Argentina, Diana Mondino
Política
Argentina não irá interferir em problemas internos brasileiros, afirma Mondino
Deputados que planejam concorrer a prefeituras em MS votaram por prisão de Brazão
Política
Deputados que planejam concorrer a prefeituras em MS votaram por prisão de Brazão

Mais Lidas

Acidente aconteceu no Monte Castelo
Polícia
Motociclista que morreu após bater em muro no Monte Castelo pilotava sem CNH
Janaina tinha 40 anos e trabalhava na Semed
Polícia
Identificada motociclista morta que bateu em muro de condomínio no Monte Castelo
Agetran divulga lista de multas aplicadas de 21 a 31 de março
Cidade
Multas de trânsito: saiba se você foi "canetado" entre 21 a 31 de março
Diogo Nantes morreu na hora
Polícia
JD1TV: Jovem morre após carro ser atingido pela haste da lona de um caminhão na MS-164