Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Governo - dengue 01 - dor
Política

Puccinelli solicita R$ 100 milhões para 10 aeroportos de MS

05 maio 2011 - 05h33Assessoria

O governador André Puccinelli (PMDB), a vice-governador Simone Tebet (PMDB), o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) e o deputado federal Giroto (PR-MS), em reunião na manhã de ontem, solicitaram ao ministro da Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt, R$ 100 milhões para reforma e ampliação de 10 aeroportos em Mato Grosso do Sul. Destes, são considerados prioritários as unidades de Três Lagoas e o aeródromo Santa Maria, em Campo Grande, saída para Três Lagoas.

De acordo com Puccinelli, a prioridade é o aeroporto de Três Lagoas em virtude da demanda que está crescendo e vai aumentar por causa da instalação da fábrica de fertilizantes da Petrobrás, fábrica de celulose, siderúrgica e a empresa Fibria cogita ampliar sua produção no município. São solicitados R$ 2,6 milhões para esta unidade. “Terão de ser construídos mais 400 metros de pista”, explicou Puccinelli, após a reunião em que estavam presentes o deputado federal Geraldo Resende, o deputado estadual Eduardo Rocha e a Secretária-Adjunta de Estado de Obras Públicas e de Transportes Maria Wilma Casanova Rosa.

Para o deputado Estadual a reforma de ampliação do aeroporto de Três Lagoas é importante porque além de beneficiar as empresas citadas pelo Governador, “vai atender a demanda de 40 indústrias de menor porte, que necessitam ter condições de possibilitar o deslocamento de seus funcionários de forma rápida”.

A vice-governadora enfatizou que já existe a demanda de passageiros e que ela vai aumentar com a instalação da fábrica de fertilizantes da Petrobras. “Há a garantia de que a Petrobras vai investir R$ 2 milhões no local de recepção dos passageiros e três empresas já manifestaram interesse em operar no município: Azul, Trip e Passaredo”, destacou Tebet.

Além deste aeroporto, o governador enfatizou para o ministro que o “Governo do Estado se propõe a dar 20% de contrapartida, quando o normal é 10%”.

O ministro Wagner Bittencourt enfatizou que conta com a participação do Governo do Estado e que vai elaborar uma “agenda de longo prazo” para o setor aeroviário e que pretende “trabalhar em conjunto, ninguém é suficiente, sempre precisamos trabalhar juntos”, destacando que vai seu projeto é ter “uma aviação que atenda o tempo todo a população, termos ações estruturais, ter metas para o Estado e municípios”. Bittencourt destacou que vai estudar o pleito de Mato Grosso do Sul.

Os recursos são também para construção, reforma, ampliação e revitalização dos aeroportos de Dourados, Nova Andradina, Naviraí Paranaíba, Costa Rica, Coxim, Maracaju e São Gabriel do Oeste.

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Simone e Nelsinho avaliam como positiva escolha do novo ministro da Educação
Política
Movimento protesta contra Bolsonaro na Afonso Pena
Política
Alunos podem ter aferição de temperatura obrigatória na volta às aulas
Política
“Estou bem melhor”, diz Paulo Corrêa
Política
Na assembleia, Coronel David lamenta morte de PM
Política
Assembleia aprova estado de calamidade em Bodoquena, Bela Vista e Terenos
Política
Câmara aprova adicional de 40% a trabalhadores do combate ao coronavírus
Política
Paulo Corrêa testa positivo para coronavírus
Política
Dourados fecha bares e academias por dez dias
Política
“Vírus é muito letal ao sistema de saúde”, alerta Mandetta em audiência na capital

Mais Lidas

Geral
Jovem morre após ser atingido na cabeça por peça de 20kg
Acidente aconteceu em um armazém de grão na cidade de Rio Brilhante
Política
Simone e Nelsinho avaliam como positiva escolha do novo ministro da Educação
Esportes
Botafogo de Ribeirão vê ilegalidade na volta do Campeonato Paulista
Geral
Sindicato do Detran alerta: terceirização vai encarecer vistorias