Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS Janeiro/21 juizado de transito
Política

Puccinelli solicita R$ 100 milhões para 10 aeroportos de MS

05 maio 2011 - 05h33Assessoria

O governador André Puccinelli (PMDB), a vice-governador Simone Tebet (PMDB), o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) e o deputado federal Giroto (PR-MS), em reunião na manhã de ontem, solicitaram ao ministro da Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt, R$ 100 milhões para reforma e ampliação de 10 aeroportos em Mato Grosso do Sul. Destes, são considerados prioritários as unidades de Três Lagoas e o aeródromo Santa Maria, em Campo Grande, saída para Três Lagoas.

De acordo com Puccinelli, a prioridade é o aeroporto de Três Lagoas em virtude da demanda que está crescendo e vai aumentar por causa da instalação da fábrica de fertilizantes da Petrobrás, fábrica de celulose, siderúrgica e a empresa Fibria cogita ampliar sua produção no município. São solicitados R$ 2,6 milhões para esta unidade. “Terão de ser construídos mais 400 metros de pista”, explicou Puccinelli, após a reunião em que estavam presentes o deputado federal Geraldo Resende, o deputado estadual Eduardo Rocha e a Secretária-Adjunta de Estado de Obras Públicas e de Transportes Maria Wilma Casanova Rosa.

Para o deputado Estadual a reforma de ampliação do aeroporto de Três Lagoas é importante porque além de beneficiar as empresas citadas pelo Governador, “vai atender a demanda de 40 indústrias de menor porte, que necessitam ter condições de possibilitar o deslocamento de seus funcionários de forma rápida”.

A vice-governadora enfatizou que já existe a demanda de passageiros e que ela vai aumentar com a instalação da fábrica de fertilizantes da Petrobras. “Há a garantia de que a Petrobras vai investir R$ 2 milhões no local de recepção dos passageiros e três empresas já manifestaram interesse em operar no município: Azul, Trip e Passaredo”, destacou Tebet.

Além deste aeroporto, o governador enfatizou para o ministro que o “Governo do Estado se propõe a dar 20% de contrapartida, quando o normal é 10%”.

O ministro Wagner Bittencourt enfatizou que conta com a participação do Governo do Estado e que vai elaborar uma “agenda de longo prazo” para o setor aeroviário e que pretende “trabalhar em conjunto, ninguém é suficiente, sempre precisamos trabalhar juntos”, destacando que vai seu projeto é ter “uma aviação que atenda o tempo todo a população, termos ações estruturais, ter metas para o Estado e municípios”. Bittencourt destacou que vai estudar o pleito de Mato Grosso do Sul.

Os recursos são também para construção, reforma, ampliação e revitalização dos aeroportos de Dourados, Nova Andradina, Naviraí Paranaíba, Costa Rica, Coxim, Maracaju e São Gabriel do Oeste.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
No Twitter, Maia é pressionado a pautar impeachment de Bolsonaro
Política
Vídeo: Frota anuncia que será candidato à presidência da Câmara
Política
“Governo faz além do que pode”, diz Mourão sobre situação em Manaus
Política
Bolsonaro assina decreto que regulamenta programa Casa Verde e Amarela
Política
“Todos os meios foram disponibilizados”, diz Bolsonaro sobre cenário em Manaus
Política
Azambuja lança pacote de R$ 376 milhões para pavimentação e restauração de estradas
Política
Nelsinho pede prorrogação da “meia folha” para beneficiar empresas
Política
Vereador é empossado de dentro da cadeia
Política
Covid: com 24 votos favoráveis, Câmara aprova compra de vacinas na capital
Política
Bolsonaro sanciona lei do programa Casa Verde e Amarela

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio