Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Saúde

“Baixa adesão a vacinação pode comprometer hospitais”, diz Mandetta

Até agora, 56% do público alvo foi vacinado durante a campanha nacional contra a gripe

17 maio 2019 - 13h53Joilson Francelino, com informações da Agência Brasil

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a baixa adesão à campanha nacional contra a gripe, que até agora imunizou 56% do público-alvo, pode comprometer o sistema de hospitais públicos em alguns meses. De acordo com o ministro, a gripe pode agravar outras doenças e levar a um grande número de internações.

Segundo Mandetta, um dos casos mais preocupantes é do Rio de Janeiro, que tem o menor índice de vacinação do país (38,2% de adesão). “Nós temos muita tuberculose no Rio de Janeiro, números altíssimos, e se você não vacina contra a gripe, essas pessoas são imunossuprimidas e é muito provável que a gente tenha em junho, julho e agosto quadros de pneumonia em cima de quadros de tuberculose. Vai haver uma pressão por leitos de UTI e não vai ter”, disse.

De acordo com Mandetta, o Ministério da Saúde traçou sua estratégia e identificou os estados com mais fragilidade para se fazer a campanha. O próprio Rio de Janeiro foi escolhido como local de lançamento da campanha.

“A gente tem chamado a atenção, pedido [para que as pessoas se vacinem], mas isso é a estratégia de cada cidade, de cada comunidade. As comunidades precisam se organizar. O que o governo federal faz é levar a mensagem. Agora o que precisa é as pessoas terem atitude e procurarem [os postos de vacinação] porque é um ato voluntário”, disse.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe vai até o dia 31 de maio. O público-alvo da campanha inclui 59,5 milhões de pessoas, entre elas crianças até cinco anos e gestantes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Em três meses, corona já matou mais que várias doenças em todo 2019
Saúde
“Venezuelana morta por coronavírus estava há 14 dias com sintomas”, diz Hospital
Saúde
Coronavírus: Prefeitura realiza blitz sanitárias educativas contra pandemia
Saúde
Junho começa com 79 novos casos no MS e Dourados pode se tornar epicentro
Saúde
Três UPA's atendem com 16 pediatras nesta manhã de segunda
Saúde
Com quase 502 mil casos de coronavírus, Brasil tem 28.872 mil mortos
Saúde
Com morte na capital, MS chega ao 20º óbito por coronavirus
Saúde
Campo Grande registra a 7ª morte por coronavírus
Saúde
Oito pessoas morreram por infecção de influenza no Estado
Saúde
Unidades promovem ações em alusão ao Dia Mundial Sem Tabaco

Mais Lidas

Polícia
Família busca por homem que desapareceu no Rita Vieira
Brasil
Mandetta quer mudar ou sair de "quarentena"
Cidade
Grupo antifascista organiza protesto em Campo Grande
Geral
Mapa do Feminicídio é lançado nesta segunda e mostra dados alarmantes