Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS outubro21
Saúde

“Doação significa vida e amor”, são palavras de quem teve a vida de volta após transplante

A cabelereira Mari Oliveira teve falência renal e a partir do diagnóstico viu sua vida se transformar

27 setembro 2021 - 18h36Camila Farias

Hoje (27), é comemorado o Dia Nacional da Doação de Órgãos, e a reportagem do JD1 Notícias entrou em contato com uma pessoa que teve a vida modificada por esse ato de amor.

A cabelereira Mari Oliveira teve falência renal e a partir do diagnóstico viu sua vida se transformar.

Após um longo tempo em idas e vindas às sessões de hemodiálise, convivendo com diversas dores e restrições na vida, Mari pôde sentir o amor de sua família quando os médicos informaram que o caso poderia ser solucionado por um transplante. 

Uma tia e a irmã se colocaram quase que no automático à disposição para serem doadoras. O momento mobilizou toda a família, que vestiram a camisa e passaram a torcer para que todos os exames dessem certos e o transplante pudesse ser realizado. 

Pode ser uma imagem de 15 pessoas e pessoas sorrindo

Doado pela irmã Denizangela, o transplante do rim foi um sucesso. Mari declara que após o procedimento teve sua vida de volta ao normal e que é muito grata. 

“Eu enxergo o transplante como vida, amor e vida. Quando a pessoa perde um ente querido, ele tem que entender que não pode acabar por ali, que existe vida. A doação significa vida e amor”, finaliza Mari.