Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Saúde

Estado repassa R$ 804 mil para Hospital Regional de Coxim

A quantia foi repassada ao município para regularizar a situação financeira do hospital

15 janeiro 2019 - 15h36Da Redação

A Secretaria Estadual de Saúde realizou o depósito de R$ 804 mil para a prefeitura de Coxim nesta terça-feira (15). O repasse tem como objetivo regularizar a situação financeira do Hospital Regional de Coxim Álvaro Fontoura Silva, referentes a contratualização dos serviços prestados à população do município.

O pagamento faz parte do compromisso da continuidade da atual gestão de manter em dia os repasses para os municípios de Mato Grosso do Sul e manter os investimentos em saúde para população.   

O Hospital Regional de Coxim é referência em atendimento na região norte de Mato Grosso do Sul. A unidade está equipada com 86 leitos, 10 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI’s), quatro salas de urgência e tem capacidade de atender aproximadamente 500 pessoas por dia.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Idosa de 78 anos é a 18ª vítima fatal de coronavírus no MS
Saúde
Capital: Em menos de 4h, barreiras sanitárias abordam 1,5 mil veículos
Saúde
Empresa arrisca e faz vacina contra coronavírus em larga escala
Saúde
MS totaliza 1.100 casos; "temos que atuar convivendo com a doença", diz Riedel
Saúde
Saiba onde 16 pediatras e 44 clínicos atenderão pela manhã
Saúde
Brasil tem 23.473 mortes pelo novo coronavírus, diz ministério
Saúde
URGENTE - MS passa de mil casos de coronavírus
Saúde
Semana começa com 17 pediatras atendendo nesta manhã na capital
Saúde
Secretário de vigilância pede demissão do Ministério da Saúde
Saúde
Ministro do STF, Toffoli, tem sinais de infecção do coronavírus

Mais Lidas

Justiça
“Quem desvia dinheiro público em meio a uma pandemia, é sociopata”, Diz Procurador-Geral
Política
"Fui gado, comi capim", diz Delegado Waldir sobre apoio a Bolsonaro
Política
Coronel David pede para PM intensificar ronda no Guanandi
Justiça
Ladário: Justiça suspende decreto que previa orações para conter pandemia
A medida foi favorável a uma Ação de Inconstitucionalidade interpretada pela OAB do estado