Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Saúde

UPAs atendem com 50 pediatras nesta quarta-feira

No período da tarde, o atendimento pediátrico continua nas UPAs Coronel Antonino, Universitário e Vila Almeida

02 janeiro 2019 - 08h20Da Redação com Assessoria

Duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) oferecem atendimento infantil, na manhã desta quarta-feira (2), de acordo com a escala médica, divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau). Serão dez médicos pediatras distribuídos entre as UPAs Coronel Antonino e Vila Almeida. 

No período da tarde, o atendimento pediátrico continua nas UPAs Coronel Antonino, Universitário e Vila Almeida com 11 médicos atendendo. 

No período noturno, segundo a escala, dos dez centros de saúde da cidade, três unidades não terão atendimento pediátrico. São elas: Santa Mônica, Aero Rancho e Coophavilla II. Nas demais, serão 29 médicos distribuídos entre as unidades. 

Já o atendimento para adultos estará disponível em todas as dez unidades durante todo o dia.

Confira a escala:

Prefeitura - Niver CG

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Após tocar em médico infectado com sarampo, pessoas são vacinadas em MS
Saúde
Palestra sobre células-troncos e dentes de leite ocorrerá na ABO-MS
Saúde
UPAs Universitário e Coronel Antonino atendem com oito pediatras nesta manhã
Saúde
Novas ambulâncias serão entregues nesta sexta em Campo Grande
Saúde
Dez pediatras e 41 clínicos atendem nesta manhã na capital
Saúde
CCZ alerta para aumento de acidentes com escorpiões na capital
Saúde
Projeto de prevenção ao uso de drogas por gestantes ganha reforço de R$ 6 mi
Saúde
Marquinhos entrega reforma de unidade de saúde no Seminário
Saúde
Nove pediatras atendem em duas UPAs nesta manhã
Saúde
Capital terá onze ambulâncias novas até o fim do ano

Mais Lidas

Política
PSDB tem três nomes para vice de Marquinhos
Geral
Mãe e filha de 5 anos que tiveram a casa queimada pedem doações
Cidade
AO VIVO – Emha sorteia 160 unidades habitacionais em Campo Grande
Polícia
BMW capota e bombeiros cortam teto para retirar vítimas