TJ outubro-18 - interna
GeralGerente se matou com a mesma arma que assassinou a ex-mulher, aponta laudo
Da redaçãoquarta, 13 de junho de 2018 - 16:58
Gerente se matou com a mesma arma que assassinou a ex-mulher, aponta laudo

Renato Otoni Bastos, 62 anos, atirou no próprio peito com a mesma arma que usou para assassinar a ex-mulher Haley Coimbra, 30 anos, em 14 de janeiro deste ano, em Três Lagoas.

O laudo necroscópico que apontou a causa da morte de Otoni estava a cargo do instituto Médico Legal (IML) do município de Castilho – SP, cidade onde foi encontrado morto dois dias após a morte da ex. De acordo com o site JP News, o documento foi encaminhado para Três Lagoas, no início da semana passada.

Segundo a titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), delegada Letícia Mobis, com a confirmação do suicídio, o caso será finalizado e o pedido de arquivamento do processo já foi encaminhado. “Vamos arquivar devido à extinção da punibilidade pela morte do agressor”, explicou.

Relembre

Otoni, que era gerente de uma fábrica de celulose, estava separado de Halley há três meses e não aceitava o fim do relacionamento.

No dia do crime, ele foi até a casa da vítima e efetuou disparos que atingiram as costas e o rosto da ex. As filhas do casal, de 3 e 5 anos, presenciaram o assassinato.

O assassino fugiu e foi encontrado morto dois dias depois.  

Deixe seu comentário

Leia Também

SESC