Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Agronegócio

Fundos investe mais de R$1 bi nos pequenos produtores rurais de MS

Fundos Constirucionais dará acesso a quantia através dos bancos públicos

20 janeiro 2020 - 17h34Jônathas Padilha, com informações da Agência Brasil

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) divulgou nesta segunda-feira (20) que os produtores rurais e pequenos empresários das regiões norte, nordeste e centro-oeste do Brasil vão acesso a R$ 46,3 bilhões dos Fundos Constitucionais de 2020.

De acordo com o Ministério, esse recurso governamental será concedido através dos bancos públicos com o intuito de aquecer a economia, gerar emprego e renda. “Embora as operações de crédito sejam voltadas, prioritariamente, a atividades de pequeno e médio porte, também são asseguradas condições atrativas de financiamento a grandes investidores”.

A região do centro-oeste contará com R$ 7,1 bilhões, sendo 10% para o Distrito Federal, 24% para o Mato Grosso do Sul e 33% para Goiás. A maior parcela do valor será destinada ao agronegócio e de acordo com o MDR, o setor de infraestrutura poderá acessar R$ 296 milhões.

Para a região norte será liberado o recurso de R$ 9,9 bilhões, com R$ 2,92 bilhões para o Pará, R$ 2,04 bilhões para Rondônia, R$ 2,12 bilhões para Tocantins e R$ 1,64 bilhão para o Amazonas. Os estados do Acre, Amapá e Roraima contarão com R$ 491,64 milhões, cada.

Já o nordeste terá acesso a maior parte, R$ 29,3 bilhões e dois estados do Sudeste receberão uma pequena parcela dos recursos. R$ 19 bilhões destinados aos estados, com 5% para Alagoas; 21% para a Bahia; 14% ao Ceará; 3% para o Espírito Santo; 10% ao Maranhão; 6% para Minas Gerais; 6% para a Paraíba; 14% para Pernambuco; 10% ao Piauí; 6% para o Rio Grande do Norte; e 5% para Sergipe.

O setor de infraestrutura nordestino terá acesso a R$ 10,23 bilhões, que poderão ser utilizados em plantas de geração de energia elétrica renovável e construção de estradas e ferrovias.

Fundos Constitucionais

Os Fundos foram criados para implementar a política de desenvolvimento regional e reduzir as desigualdades entre as diferentes áreas do país. Com operações de crédito mais atrativas e que possibilitam o financiamento de projetos para abertura do próprio negócio, investimentos para expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos relacionados à administração.

O setor rural conta as taxas de juros são mais baixas a agricultores familiares, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Para ter acesso a esse financiamento, é preciso procurar os bancos públicos operadores do crédito, o Banco do Brasil (Centro-Oeste), o Banco do Nordeste (Nordeste) e o Banco da Amazônia (Norte).

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Senar/MS realizará programa de incentivo à agricultura sustentável
Agronegócio
Exportações de Mato Grosso do Sul chegam a R$ 20 bilhões em 2019
Agronegócio
Jorge Matsuda morre vítima de um câncer
Agronegócio
Campanha de vacinação contra febre aftosa será prorrogada em algumas cidades
Agronegócio
Hinove Agrociência abre fábrica de 100 mil m² em Rio Brilhante
Agronegócio
Tereza Cristina assina convênio para "impulsionar o AgroNordeste"

Mais Lidas

Cidade
Bairros da capital ficam sem energia devido às chuvas desta quinta; confira
Cidade
Vídeo - Chuva alaga diversos pontos na capital
Geral
Procon-CG descarta 101 kg de produtos em supermercado Novo Box
Brasil
Silvia Abravanel pede demissão ao pai depois de se envolver em polêmica