Menu
Busca sexta, 05 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Brasil

Comissão aprova emendas de redação à PEC da Previdência

Conforme Simone Tebet, as alterações não modificam o mérito da proposta, portanto não retornam à Câmara

22 outubro 2019 - 17h59Mauro Silva, com informações da Agência Senado

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), presidida pela senadora, Simone Tebet (MDB-MS),  aprovou, nesta terça-feira (22), o relatório das emendas apresentadas à proposta de reforma da Previdência.

“Os senadores estão preocupados com o país, com a crise econômica, mesmo a política, e têm consciência que, votando a favor ou contra, nós precisamos virar essa página.”, disse Simone, após a aprovação do texto.

De acordo com Simone, as alterações não modificam o mérito da proposta e, por isso, ela não voltará para a Câmara.  O senador Rogério Carvalho (PT-SE) registrou o voto contrário da Oposição (PT e Rede) ao texto, por considerar que ele trará empobrecimento e sofrimento aos brasileiros.

“Serão R$ 800 bilhões tirados do consumo, do vestuário, do serviço pequeno. O dinheiro vai sair da economia e fazer falta na vida das pessoas. Vamos ter uma geração de idosos mais pobres e miseráveis, se não houver compensações de outra natureza”, opinou.

Redação

O relatório de Tasso Jereissati (PSDB-CE) foi aprovado com quatro modificações redacionais. Ele acatou emenda do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) para ajustar a cláusula de vigência relativa a mudanças nos regimes próprios de servidores públicos nos estados, Distrito Federal e municípios.

A PEC 6 revoga alguns dispositivos constitucionais das regras de transição de reformas anteriores e condiciona a entrada em vigor desses trechos, para esses entes federados, à aprovação de legislação local ratificando a mudança. Para Bezerra, porém, a redação atual da proposta poderia levar à interpretação de que todas as mudanças relativas a servidores públicos previstas na reforma da Previdência só vigorariam após a aprovação de lei local referendando aqueles dispositivos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
AGORA É LEI: Quem for pego com cerol pagará até R$ 5 mil
Brasil
Coronel Antônio Elcio é novo secretário executivo do Ministério da Saúde
Brasil
Vacina contra o coronavírus será testada no Brasil neste mês
Brasil
Em análise: 11 milhões aguardam aprovação para auxílio
Brasil
Após protestos, DEM expulsa ativista Sara Winter do partido
Brasil
Mandetta quer mudar ou sair de "quarentena"
Brasil
Bolsonaro vai novamente a ato em seu favor e contra instituições
Brasil
Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 45 milhões
Brasil
Aprovação do Congresso é de 18% e a do Supremo, de 30%, diz Datafolha
Brasil
Último sorteio de maio da Mega Sena pagará R$ 38 milhões

Mais Lidas

Geral
Filho de vereadora morre após passar mal em futebol
Cidade
Com a pandemia, mil trabalhadores já foram demitidos na rodoviária, alerta sindicato
Justiça
MPF pede arquivamento de inquérito contra Adélio por facada em Bolsonaro
Polícia
Após chamar Caio de “resto de incêndio”, Renatto fala em brincadeira diz estar arrependido