Menu
Busca sexta, 19 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

No Senado, 12 comissões escolheram seus presidentes

Pela primeira vez a CCJ será presidida por uma mulher, que será representada por Simone Tebet

14 fevereiro 2019 - 14h15Mauro Silva com Senado

No Senado as comissões permanentes escolheram nesta quarta-feira (13) e quinta-feira (14) seus presidentes para o biênio 2019-2020. A senadora, Simone Tebet (MDB-MS) ficou com a principal comissão da Casa. Será a primeira vez que uma mulher comandará a CCJ.

“Hoje, está sentada aqui a mulher brasileira, a mulher mais simples, a mulher letrada, a mulher mãe e a mulher política na sua essência”, disse Simone ao assumir a cadeira.

São 12 comissões que agora têm definidos os seus presidentes, a senadora sul-mato-grossense fica à frente da Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) que conta com 27 membros, um terço da composição do Senado. Essa comissão é responsável por opinar sobre a legalidade e a constitucionalidade dos projetos e por opinar sobre os recursos apresentados contra decisões da Presidência da Casa. Também é a comissão encarregada de dar parecer sobre indicações de ministros do Supremo Tribunal Federal e do procurador-geral da República. O senador Jorginho Mello (PR-SC) será o vice-presidente da CCJ.

Eleições por aclamação

As duas maiores comissões do Senado, depois da CCJ, também escolheram seus presidentes nesta quarta-feira. Na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), o senador Omar Aziz (PSD-AM) comandará os trabalhos pelos próximos dois anos. O colegiado já terá uma missão importante nas próximas semanas: sabatinar o economista Roberto Campos Neto, indicado do presidente Jair Bolsonaro para o Banco Central. O vice-presidente da CAE também será um senador do estado do Amazonas: Plínio Valério (PSDB).

Já a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) terá como presidente o senador Dário Berger (MDB-SC). O vice será Flávio Arns (Rede-PR).

Entre os partidos representados no Senado, apenas o MDB, o PSD e o PSDB comandarão mais de uma comissão. A cota do PSD se completa com a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), que terá à frente o senador Nelsinho Trad (PSD-MS). O vice será Marcos do Val (PPS-ES).

Já o PSDB presidirá as comissões de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), com Izalci Lucas (DF), e de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC), com Rodrigo Cunha (AL). Em ambos os colegiados, o vice-presidente ainda não foi escolhido.

CDH, CMA e CI

Na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), o senador Paulo Paim (PT-RS) foi escolhido para a presidência pela quarta vez. Ele já havia comandado o colegiado nos biênios 2007-2008, 2011-2012 e 2015-2016. O vice-presidente será o senador Telmário Mota (PROS-RR).

A Comissão de Meio Ambiente (CMA) será comandada pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES), que se torna o primeiro representante do seu partido a presidir uma comissão permanente no Senado. O vice será Jaques Wagner (PT-BA).

A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) será presidida pelo senador Marcos Rogério (DEM-TO), que terá como vice o senador Wellington Fagundes (PR-MT). Por fim, a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) terá à frente o senador Vanderlan Cardoso (PP-GO), e o vice-presidente ainda não foi escolhido.

CAS, CRA e CSF

As comissões de Assuntos Sociais (CAS) e de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) foram instaladas nesta quinta-feira (14). A CAS será presidida pelo senador Romário (RJ) e terá como vice Styvenson Valentim (RN), ambos do Podemos. Na CRA, Soraya Thronicke (PSL-MS) e Luis Carlos Heinze (PP-RS) foram eleitos presidente e vice-presidente, respectivamente.

A Comissão Senado do Futuro (CSF) não tem data para a sua instalação. A presidência ficará com o PRB ou o PSC.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Bolsonaro diz que invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo
Brasil
Recadastramento de clientes de celulares pré-pagos começa nesta quinta
Brasil
Moraes revoga decisão que censurou reportagens
Brasil
Avianca vai devolver oito aeronaves depois da Páscoa
Brasil
Bolsonaro exonera general corumbaense, da secretaria de Esportes
Brasil
Mulher é presa seis anos após matar o ex-namorado
Brasil
Mega acumula e pode pagar R$ 60 mi, no sábado
Brasil
Revista Time coloca Bolsonaro entre os "100 mais influentes do mundo"
Brasil
Fachin quer manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news
Brasil
Vale vai retomar atividades na Mina de Brucutu

Mais Lidas

Polícia
Empresário e funcionário morrem eletrocutados durante trabalho
Justiça
Julgamento de juiz é adiado
Polícia
Motorista é encontrado morto com 14 facadas
Justiça
Ação penal contra Puccinelli é suspensa pelo TRF3