Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Prefeitura comemora número recorde de contribuintes no IPTU Azul

11 janeiro 2012 - 12h17Simão Nogueira

Cerca de 60 mil contribuintes em Campo Grande poderão ter desconto de 28% no pagamento do IPTU 2012. Eles se encaixam no programa IPTU Azul, que concede os benefícios para campo-grandenses que pagaram o imposto em dia nos últimos quatro anos.

O número é recorde, segundo informações do secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Paulo Nahas. O ano que se aproximou mais desta marca foi 2009, com 45 mil contribuintes, quando se fechava o primeiro ciclo de quatro anos como critério.

Conforme Nahas, a alta quantidade de bons pagadores se deve às campanhas de incentivo de desconto e oferta de sorteio a prêmios, no entanto, o foco principal é sempre transformar a população inadimplente em adimplente.

“Na adimplência o contribuinte sabe que as vantagens são muito maiores e aí não quer mais deixar de pagar em dia”, pontua.

O secretário explica que o percentual de desconto pode chegar a 28%. Para esclarecer o dado, utiliza o exemplo de um IPTU no valor de R$ 1 mil. O primeiro benefício é um desconto de 10%. O valor então cai para R$ 900. Caso o beneficiário opte pelo pagamento à vista de 20%, o percentual se aplica a R$ 900, o que dá R$ 180. O somatório dos dois descontos então é de R$ 280, 28% do total.

“É o tipo da conta que 20 mais 10 não dá 30”, brinca.

Orientação - Os campo-grandenses que não receberem os carnês do tributo até o próximo dia 19 devem ligar ao telefone 156, que opera de segunda a sexta das 7h às 22h e no sábado das 7h às 17h30.

Nestes casos o mais provável é que haja incorreção no endereço para correspondência. Pelo 156 o contribuinte deve informar um novo endereço. O carnê, a partir de então, leva quatro dias para ser entregue.

Já os contribuintes que ainda estão em débito com a prefeitura podem negociar suas dívidas até o dia 12 de fevereiro. Desta forma, ainda é possível concorrer aos descontos do IPTU neste ano.

IPTU - Neste ano, o reajuste do imposto ficou entre 7,3% e 15,5%, índices baseados em 7,33%, referente ao IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial), para terrenos, e 8,20%, no Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisas de Custos e Índices da Construção Civil), para unidades construídas. Aproximadamente 332 mil boletos foram emitidos neste ano.

O maior reajuste será aplicado para imóveis que ficam de frente para obras como o Imbirussu-Serradinho, Via Morena e Segredo, além das chamadas “fazendas urbanas”.

O carnê do imposto será azul para os contribuintes que não possuem contas em atraso e amarelo para os que têm débitos. Quem discordar do valor poderá solicitar revisão até o dia 10 de março. Caso o pedido seja julgado improcedente, o reclamante perde o desconto, além de efetuar o pagamento acrescido de juros de multa de mora.

O projeto aprovado do IPTU aprovado na Câmara Municipal também trouxe mudança nas categorias, passando de cinco para onze. Na prática, há maior fracionamento do reajuste, o que impede a alta abrupta do imposto no carnê do contribuinte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Mega acumula novamente e pode pagar R$ 46 mi na quarta-feira
Brasil
Moro autoriza envio da Força Nacional para combater desmatamento
Brasil
Maia defende uso de fundo da Petrobras para combater queimadas
Brasil
Pequenos negócios criaram 95% das vagas em julho, diz Sebrae
Brasil
Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções ao Brasil
Brasil
Nova fase da Lava Jato investiga crimes que causaram prejuízos de R$ 6 bi
Brasil
Ibama vai contratar empresa para monitorar desmatamento
Brasil
Policial passa mal e morre no dia que soube que seria pai
Brasil
“Aumento de queimadas na Amazônia pode ser ação criminosa”, diz Bolsonaro
Brasil
Mega sorteia R$ 31 milhões nesta quarta

Mais Lidas

Geral
Mulher tem dedo amputado enquanto fazia compras
Fim de Semana
Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Campo Grande neste domingo
Polícia
Vídeo - Peão morre após ser pisoteado por touro em rodeio
Esportes
Vídeo- Após capotar no Rally Sertões, Caio Castro tranquiliza fãs