Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS Janeiro/21 juizado de transito
Cidade

“Afrouxamento” de medidas depende da curva, aponta Marquinhos

O prefeito anunciou fechamento de comércio aos finais de semana

15 julho 2020 - 11h22Joilson Francelino e Sarah Chaves

O prefeito Marquinhos Trad afirmou nesta quarta-feira (15) que as medidas restritivas anunciadas na noite de ontem, poderão ser afrouxadas, com base na curva de crescimento do novo coronavírus (Covid-19), em Campo Grande. “Depende da curva, se a curva abaixar, evidentemente que novas medidas serão adotadas”, disse.

Marquinhos anunciou que, aos finais de semana, serão permitidos apenas o funcionamento das atividades que se encaixam como serviço essencial. Questionado pelo JD1 Notícias se existe a possibilidade de funcionamento do comércio aos sábados, até às 12h, o prefeito disse que depende do grupo técnico. “Todas as decisões são baseadas na ciência e na medicina. Não tomamos decisões isoladas. Nossas decisões tem tido muito mais acertos do que erros, e eles entenderam que, neste momento de tempo, era necessário ganhar um fôlego maior, para que procurássemos ter mais leitos”, afirmou.

Questionado sobre a inclusão dos restaurantes como atividade essencial, Marquinhos disse que essa decisão cabe ao presidente da República. “Os serviços essenciais são elencados pelo governo federal. Eles devem se socorrer ao presidente da República e não ao gestor municipal. Serviço essencial, somente os elencados pelo presidente da República.” afirmou o prefeito.

Medidas restritivas

No período entre 18 a 31 de julho, o prefeito estabeleceu uma série de medidas para conter o avanço do novo coronavírus. Durante dois finais de semana, Campo Grande terá apenas os serviços essenciais funcionando. Neste período, de segunda a sexta, a capacidade do comércio, shoppings, academias, salões de beleza, terá que ser de 30% e o comércio varejista funcionará das 9h às 17h. Os deliveres funcionam normalmente, inclusive aos finais de semana.

O toque de recolher permanece iniciando as 20h e o estabelecimento que desobedecer terá lacrada as portas por três dias, em caso de reincidência, mais sete dias e na terceira reincidência, o alvará será cassado. A fiscalização será reforçada nesse período.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Prefeitura prorroga proibição do corte de água por mais 15 dias
Cidade
Vídeo: Carro invade preferencial e motociclista 'voa' com colisão
Cidade
Árvore na Brilhante é apontada como causa de alagamentos
Cidade
Agência da Habitação divulga lista de contemplados com apartamentos
Cidade
Município: Alunos novos tem até dia 15 para efetivar matrícula
Cidade
Entrevista com Carlos Contar, Presidente eleito do TJMS
Cidade
Agência de Habitação estende prazo para pagamento de parcelas até dia 29
Cidade
Prefeitura vai pavimentar 106km de 13 bairros da capital em 2021
Cidade
Pastor Mauro, vítima da Covid, é homenageado com nome de rua
Cidade
Agepen suspende visitas em todos os presídios de regime fechado

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio