Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Clima

Sábado começa a esquentar, porém clima seco requer cuidados

Em Campo Grande, a temperatura máxima pode atingir os 30°C

30 maio 2020 - 07h30Sarah Chaves

A previsão é de céu claro a parcialmente nublado com névoa seca neste sábado (30), em todas as áreas do Mato Grosso do Sul, conforme o Centro de Monitoramento do Tempo e Clima de Mato Grosso Do Sul (Cemtec).

Em Campo Grande, o tempo será firme durante o dia com temperatura máxima podendo chegar a 30°C e mínima 15°C com previsão de elevação.

Nas regiões Leste, Pantanal, sul e sudoeste do Estado, tempo pode ficar ligeiramente mais seco e temperatura mínima pode atingir os 7°C, enquanto a máxima chega a 33°C, principalmente nas regiões pantaneiras como Corumbá.

A umidade relativa do ar ficará baixa à tarde em estado de alerta com variação estimada entre 20% a 85%. Por isso é recomendado a ingestão de muita água e líquidos, e manter o ambiente umidificado no tempo seco, sendo necessário a atenção redobrada com crianças e idosos e evitar aglomerações. 

Confira a prevísão do tempo nas regiões do Mato Grosso do Sul:

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Clima
Novo ciclone com ventos de até 100km/h podem atingir o país em 48h
Clima
Dia será ensolarado com máxima de 32ºC na capital
Clima
Dia será de céu com poucas nuvens e chuva a noite na capital, diz Inmet
Clima
"Sábadou" com sol e algumas nuvens, mas sem chuva na capital
Clima
Sextou, em casa: máxima para esta sexta é de 27º no MS
Clima
Tempo continua frio nessa quinta na capital
Clima
Fique atento! Deve chover em Campo Grande nesta quarta-feira
Clima
Vídeo: “Ciclone-bomba” chega ao Sul do Brasil, "assusta" e causa estragos
Clima
Meteorologia emite alerta de vendavais em MS nesta terça
Clima
Dia deve ser nublado com chuva isolada na capital, diz Inmet

Mais Lidas

Saúde
Santa Casa está preparada para combater o coronavírus, diz presidente da entidade
Brasil
Bolsonaro está com sintomas de coronavírus
Cidade
Aeroporto terá novo acesso
Brasil
Pandemia gerou economia de R$ 199,6 mi aos cofres públicos