Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Clima

Temperatura permanece estável nesta terça-feira

Não há previsão de declínio ou elevação nos termômetros

08 outubro 2019 - 08h55Vitória Ribeiro

Com a temperatura mínima prevista de 19ºC e máxima de 29ºC, segundo informações divulgadas pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Campo Grande apresenta tempo nublado durante toda a terça-feira (08) e há possibilidade de pancadas de chuva em áreas isoladas. A umidade relativa do ar segue elevada ficando entre 50% e 80%.

Não há previsão de chuva para a quarta-feira (09), os termômetros terão leve elevação amanhã, mas será um dia encoberto, conforme previsão. 

Para a terça-feira, o Inmet emitiu alerta de tempestade para cidades no interior do estado. As cidades que estão na mira do alerta são: Três Lagoas, Sonora, Selvíria, São Gabriel Do Oeste, Rio Verde De Mato Grosso, Ribas Do Rio Pardo, Pedro Gomes, Paranaíba, Paraíso Das Águas, Inocência, Figueirão, Coxim, Costa Rica, Corumbá, Chapadão Do Sul, Cassilândia, Camapuã, Bandeirantes, Aparecida Do Taboado, Alcinópolis e Água Clara.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Clima
Temperatura começa a subir e máxima é de 24ºC na capital
Clima
Terça-feira será de céu claro com períodos nublado na capital
Clima
Segunda continua fria com mínima de 8ºC e céu claro na capital
Clima
Mínima é de 8ºC na capital e 4ºC em MS, diz Inmet
Clima
Não esqueça o casaco! Mínima será de 10ºC na capital, diz Inmet
Clima
Pode chover com queda de granizo nesta tarde na capital
Clima
Casaco está ok? Frente fria chega hoje em MS
Clima
Quarta-feira será de sol em Campo Grande, diz Inmet
Clima
MS terá frio de 8°C no fim de semana
Cidade
Isolamento continua baixo, mesmo com aumento do coronavírus

Mais Lidas

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais
Justiça
Ary Raghiant Neto será empossado Vice-Presidente do Conselho de Colégios da OAB do Mercosul
Política
“Não entendo o porquê a Energisa questiona a CPI se não existem irregularidades”, diz Orro